PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Governo não libera Castelão e Ferroviário fica sem local para jogar próxima partida na Série C

Secretário do Esporte e presidente do Ferroviário apresentam versões diferentes. Clube tem partida marcada para segunda-feira, 10, contra o Treze-PB, no Castelão

19:43 | 07/06/2019
Ferroviário e Globo se enfrentam na Arena Castelão, nesta segunda, 20 de maio (20/05)
Ferroviário e Globo se enfrentam na Arena Castelão, nesta segunda, 20 de maio (20/05)(Foto: Júlio Caesar)

O Ferroviário foi notificado nesta sexta-feira, 7, sobre a não autorização do uso do Castelão para o jogo contra o Treze-PB, na próxima segunda-feira, 10. A determinação é assinada pelo secretário do Esporte, Rogério Nogueira Pinheiro. O problema é que não há tempo hábil para a mudança de local da partida, com prazo previsto de pelo menos dez dias antes da data inicial.

Procurado pelo Esportes O POVO, o secretário Rogério Pinheiro afirma que houve um acordo em uma reunião realizada no último dia 24 para que o Ferroviário transferisse a partida para outro local. No encontro, conforme o titular da pasta, estiveram presentes os presidentes da Federação Cearense de Futebol (FCF), do Fortaleza e do Ferroviário, além de representantes do Ceará.

No ofício enviado ao Ferroviário, é ressaltado que os jogos no Castelão devem cumprir o intervalo mínimo de 48 horas. O prazo, segundo Rogério, começa a ser contado a partir do término da partida. O Ceará joga neste sábado, 8, às 19h30min, com previsão de término para 21h30min. Para o jogo do Ferrão, na segunda-feira, às 20 horas, mesmo que por poucas horas, o intervalo mínimo não seria respeitado.

A partida do Fortaleza contra o Cruzeiro no Castelão, na quarta-feira, 12, às 21 horas, está mantida. É o último jogo antes das intervenções de revitalização do gramado durante o período de 13 de junho a 12 de julho, quando a Série A do Campeonato Brasileiro faz uma pausa para a Copa América.

"Não temos interesse nenhum em prejudicar qualquer que seja o clube, queremos apenas entregar o estádio na melhor condição possível, estamos falando de atletas profissionais e não podemos expô-los a uma condição de jogo desfavorável", afirmou Rogério Pinheiro.

Ferroviário nega acordo

O presidente do Tubarão da Barra, Newton Filho, diz que não houve o acordo informado pelo secretário Rogério Pinheiro. "Se houvesse esse acordo, se existisse qualquer acordo verbal, a FCF não marcaria o jogo. Só ele (secretário) entendeu assim. E não está escrito no ofício (o acordo)", comentou o mandatário do Coral.

Para Newton, o Ferroviário cumpre o prazo de 48 horas ao realizar a partida na segunda-feira. "Não tem providência a ser tomada. Estamos aguardando a sensibilidade da Secretaria para a liberação para o jogo. Não tem o que fazer. Até porque não existe justificativa", afirmou.

O presidente do Tubarão disse que a operação do jogo será mantida. "O Ferroviário vai comparecer ao jogo. Os vouchers de estacionamento já foram entregues. Os ingressos foram vendidos, o torcedor vai comparecer. E lá vamos ficar. Se não tiver jogo é problema da CBF. Nós cumprimos o próprio ofício de 48 horas de intervalo."

O Esportes O POVO tentou entrar em contato com o presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, mas as ligações não foram atendidas.

Maratona

A partida do Fortaleza contra o Cruzeiro na quarta-feira, 12, está mantida no Castelão. É o último jogo antes das intervenções de revitalização do gramado durante a pausa para a Copa América

Lucas Mota