PUBLICIDADE
Futebol
Notícia

Clubes de futebol apoiam o dia de combate à LGBTfobia; Fortaleza se manifesta e Ceará silencia

Até a publicação desta matéria, pelo menos 19 clubes tinham veiculado mensagens em suas redes sociais. No Estado, apenas o Fortaleza se manifestou

22:07 | 17/05/2019
Clubes do futebol brasileiro publicam mensagens em apoio a causa LGBT.
Clubes do futebol brasileiro publicam mensagens em apoio a causa LGBT.(Foto: Divulgação)

Atualizado às 22:46 de 17/05/2019

No Dia Internacional de Combate à LGBTFobia, celebrado neste 17 de maio, times do futebol brasileiro estão publicando mensagens de apoio à causa em suas redes sociais. No Estado, apenas o Fortaleza postou mensagem em defesa da causa. Seu maior rival, o Ceará, não se manifestou.

Entre as postagens, os clubes, que fazem parte das séries A, B, C do Campeonato Brasileiro, pedem respeito à diversidade, direitos iguais e o fim do preconceito. A data marca os 29 anos em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da lista de Classificação Internacional de Doenças (CID).

O perfil oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também emitiu comunicado apoiando a causa. "No Brasil, atualmente, uma pessoa é morta a cada 16 horas como consequência de atitudes homofóbicas. No Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, vestimos as cores do orgulho para lembrar que futebol não combina com violência e preconceito", publicou o órgão em seu Twitter.

Até a publicação desta matéria, pelo menos 19 clubes já tinham publicado mensagens em suas redes sociais. São eles: Bahia, Santos, Grêmio, América-MG, Náutico, Sport, Corinthians, Vasco, Fluminense, Botafogo-PB, Bangu-RJ, Flamengo, Santa Cruz, Fortaleza, Paysandu, Figueirense, ABC, Remo e Botafogo.

O POVO Online questionou a assessoria do Ceará se o clube havia preparado alguma ação ou publicação nas redes sociais para o dia, entretanto foi informado que não iria veicular nenhuma postagem.

Confira as publicações

Israel Gomes