PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Governo do Estado sanciona lei que torna Ceará Atleta em política pública

Programa tem como objetivo ajudar financeiramente no desempenho de atletas que estão abaixo do nível da pobreza

14:55 | 03/05/2019
Investimento no programa será de cerca de R$ 7 milhões
Investimento no programa será de cerca de R$ 7 milhões (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

Um passo importante para a valorização do esporte cearense foi dado nesta sexta-feira, 3. O governador Camilo santana sancionou na Secretaria do Esporte e Juventude do Ceará (Sejuv) a lei que torna o Programa Ceará Atleta em política pública, ou seja, deve continuar mesmo quando outro governo entrar. O objetivo da matéria é ajudar financeiramente o desempenho de atletas abaixo da linha da pobreza.

Em 2019, estão previstas 4 mil bolsas e investimento de aproximadamente R$ 7 milhões, contemplando pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade social (bolsa esporte), atletas e paratletas de alta performance (bolsa atleta) e estudantes de graduação de Educação Física e Gestão do Desporto e Lazer (bolsa monitoramento). O programa neste ano encerrou as inscrições em fevereiro e, atualmente, já está na fase de escolha dos atletas.

A matéria assegura o benefício aos bolsistas durante o período de eleições, quando o programa chegou a ser interrompido. "Estabelecido a política pública, o programa poderá ser pago efetivamente sem interrupção. Era uma das grandes queixas dos bolsistas. Isso vem a regularizar e efetuar a continuidade", comentou o secretário de Esporte do Estado, Rogério Pinheiro.

Criado em 2015, o programa quadruplica o número de bolsas em 2019. Haverá, ainda, ampliação de vagas para atletas paraolímpicos, entre 15% e 20% do total. "É um estímulo que faz grande diferença na preparação destes jovens, apoia, protege as pessoas e gera oportunidades", afirmou o governador Camilo Santana.

Lucas Mota