PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Ano de ouro do futebol cearense: Ceará e Fortaleza buscam permanência na Série A

Alvinegros e Tricolores iniciam uma jornada que promete realização de grandes jogos, com estádios lotados e muita emoção

06:00 | 27/04/2019
Diretoria aguarda casa cheia nos jogos do Leão
Diretoria aguarda casa cheia nos jogos do Leão(Foto: AURELIO ALVES/O POVO)

Apontado como o "ano de ouro" do futebol cearense, 2019 começou recheado de expectativas dos torcedores alencarinos. Com Ceará e Fortaleza na Série A do Campeonato Brasileiro, o Estado detém, de forma inédita, 10% dos participantes da competição. Algo que por muitos anos não passou de um desejo quase utópico, agora é realidade, e neste domingo, 28, Alvinegros e Tricolores iniciam uma jornada que promete realização de grandes jogos, com estádios lotados e muita emoção.

Vovô e Leão representam 50% dos participantes do Nordeste na competição. Além deles, Bahia e CSA-AL são os outros times da Região, que segue com domínio dos times do Sudeste (10) e Sul (5), havendo ainda o Goiás como único representante do Centro-Oeste.

Serão 38 grandes eventos na capital cearense, que receberá duplamente os principais times do Brasil, o que terá direto impacto econômico em turismo, publicidade e comércio. Afinal, a interferência do futebol no fluxo comercial do Estado é direto. Estar na Série A é sinônimo de mais dinheiro indo para os clubes e saindo deles de diversas formas, algo que será também inédito.

Os dois principais clubes do futebol cearense estarão juntos pela 1ª vez na elite do esporte nacional desde que o Campeonato passou a ser disputado em sistema de pontos corridos, em 2003.

Assim, quebram uma sequência de 26 anos sem um confronto entre os dois na Primeira Divisão do Campeonatos Brasileiro. Se contar com a Copa João Havelange, realizada em 2000 - ambos estavam no Módulo Amarelo - uma espécie de Segunda Divisão mas que permitia ao vencedor disputar o título - a conta diminui para 18 anos.

Torcida do Vovô deve repetir o feito do ano passado, quando lotou os jogos do time na Série A
Torcida do Vovô deve repetir o feito do ano passado, quando lotou os jogos do time na Série A (Foto: Mateus Dantas/O POVO.)

O momento agora é, entretanto, distinto para Alvinegros e Tricolores. Com orçamentos recordes - por volta de R$ 80 milhões do Ceará e R$ 60 milhões do Fortaleza - e folhas salariais que giram em torno de R$ 2,5 milhões, ambos realizaram fortes investimentos para que possam fazer campanha de consolidação.

Vale ressaltar que o futebol não foi o único alvo de injetamento financeiro, voltado também para modernização do aparelhamento físico e móvel dos setores de fisioterapia, fisiologia e departamentos físico e médico, qualificação de profissionais, reformas dos centros de treinamentos e nas sedes dos clubes.

O objetivo é claro: garantir as condições necessárias para a manutenção por mais um ano na elite do futebol brasileiro e, assim, assegurar um 2020 com uma projeção financeira ainda mais elevada e, consequentemente, investimentos mais ousados.

A caminhada será longa e complicada, com muitos percalços e algumas derrotas difíceis de digerir, mas em um ano que promete ser tão especial, Alvinegros e Tricolores têm motivos para crer que seus times corresponderão.

Andre Almeida