PUBLICIDADE
Futebol
COBRANÇA DO ÍDOLO

Maradona critica dirigentes da seleção argentina: "Mentem permanentemente"

13:29 | 24/03/2019
Ídolo argentino está treinando clube do México atualmente
Ídolo argentino está treinando clube do México atualmente (Foto: Pedro Pardo / AFP)

Atual treinador do Dorados de Sinaloa, Diego Maradona comandou a equipe na vitória sobre o Juárez pela terceira rodada da segunda divisão do Campeonato Mexicano. Apesar do resultado positivo, o que chamou atenção em sua entrevista coletiva foram as palavras sobre a Seleção Argentina.

Perguntado se assistiu à derrota para a Venezuela por 3 a 1, Maradona foi duro: “Não assisto a filmes de terror”. O ídolo argentino continuou com uma crítica à organização do futebol do país. “Os despreparados que comandam a seleção acreditavam que ganhariam? A Venezuela é uma equipe que está formada e aqui os dirigentes mentem permanentemente a nós. Assim, a Argentina não vai ganhar uma partida”.

Resgatando ídolos históricos do futebol do país, Maradona deixou ainda mais claro a sua insatisfação. “Eu sou muito argentino e me sinto parte de outro patamar de treinadores e jogadores. Não quero que pensem diferente, mas o que pensam Ruggeri, Batista, Giusti, Caniggia é ‘Esta equipe não merece a camiseta’. Os que nomeei aqui a levam tatuada. Demos a vida para que apareça um… não sei o que é Tapia (atual presidente da AFA), não sei se é professor de matemática, ou o que seja. Não tem ideia alguma do que faz”, criticou.

Maradona ainda lamentou pelo povo argentino, “Eu lamento pelos argentinos que seguem acreditando nestes mentirosos. Lamento pelos jogadores que têm que por a cara quando não deveriam colocar. Os dirigentes deveriam se reunir e começar a fazer as coisas certas”, finalizou.

Ídolo histórico como jogador, Maradona comandou a seleção da Argentina entre 2008 e 2010. Em 24 jogos, o treinador obteve 18 vitórias e seis empates. Apesar dos números, recebeu muitas críticas por algumas escolhas nas suas convocações. Atualmente, El Diez é o técnico do Dorados de Sinaloa, do México, que atua na segunda divisão. A equipe ocupa a oitava colocação e, neste momento, se classificaria para a próxima fase da competição.

Gazeta Esportiva