PUBLICIDADE
Futebol
CLÁSSICO-REI

Árbitro relata em súmula expulsões de Derley e Leandro Carvalho: "Incitação à confusão generalizada"

13:30 | 18/03/2019
Foto: Mateus Dantas/O POVO
Foto: Mateus Dantas/O POVO

Logo após o empate em 1 a 1 pela sexta rodada da Copa do Nordeste entre Ceará e Fortaleza, o árbitro Diego Pombo relatou em súmula a confusão que aconteceu aos 43 minutos da etapa final quando Derley e Leandro Carvalho iniciaram um bate-boca no gramado que terminou com a expulsão de ambos.

Diego Pombo Lopez, da Federação Baiana, citou o mesmo motivo para o cartão vermelho direto aplicado aos dois atletas. “Por incitar uma confusão generalizada ao revidar um empurrão no seu adversário e trocar xingamentos com o mesmo. Após a expulsão os atletas expulsos foram contidos e retirados do campo de jogo por seus companheiros de equipe”, escreveu.

Houve relatos por parte dos jogadores do Fortaleza que Leandro Carvalho teria provocado a torcida do Fortaleza. "O Derley foi tirar satisfação. Teve empurra-empurra. As expulsões foram corretas", analisou Osvaldo.

Lisca corroborou a versão do início da confusão, mas minimizou o conflito como "parte do clássico". "Vamos conversar com o Leandro, o Rogério deve falar com o Derley. Achei que o Fortaleza entrou até mais para valorizar e ganhar tempo com a confusão", disse o treinador.

A partida ficou paralisada por alguns minutos até se restabelecer a ordem no gramado. O árbitro deu sete minutos de acréscimos, mas o empate permaneceu. Na tabela de classificação do Nordestão, o Vovô fica em 2º lugar com 12 pontos. O Leão chegou aos nove pontos e reassumiu a 1ª colocação do Grupo A.

Matheus Vitor