PUBLICIDADE
Esportes
MOMENTO DELICADO

Modric diz que CR7 é insubstituível, elogia Vinícius e admite baque pós-clássicos

Merengues entram em campo amanhã contra o Ajax, pela Liga dos Campeões

11:56 | 04/03/2019
O maestro tem 36 jogos e três gols marcados na temporada(Foto: AFP)
O maestro tem 36 jogos e três gols marcados na temporada(Foto: AFP)

Após duas derrotas seguidas para o Barcelona, em pleno Santiago Bernabéu, o Real Madrid volta as atenções para o confronto desta terça-feira, contra o Ajax, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. Apesar da vitória por 2 a 1 na Holanda, na partida de ida, o time da capital espanhola não deixará de sentir falta de Cristiano Ronaldo ao longo do mata-mata continental. Quem garante o fato é Luka Modric, que vê o ex-camisa sete como insubstituível e reconhece a dificuldade para superar sua saída.

“É um jogador que faria falta para qualquer equipe. Procurar um substituto para o Cristiano é quase impossível. Por tudo o que fez por este clube… é claro que nos faz falta. O clube está tentando que outros cumpram sua função. E isso não é fácil. Cristiano marcou 50 gols e você não consegue encontrar alguém para marcar tanto. Alguns tiveram que dar um passo à frente e, para não colocar 50, mas pelo menos o que nos falta, dois três jogadores que marcaram 15-20 ou dez gols. E isso nós não temos isso”, afirmou, na coletiva de imprensa que precede o duelo desta terça.

Na ausência de CR7, coube a Vinícius Júnior, de apenas 18 anos de idade e recém-chegado a Madrí, assumir a responsabilidade no ataque merengue. O brasileiro está no centro dos holofotes na Espanha e foi, mais uma vez, elogiado pelo croata.

“Vinícius nos deu velocidade, rapidez, algo diferente e que nos falta. Ele ainda é jovem, mas mostrou que tem um enorme talento e muito desejo. Ele é um menino maravilhoso e nós estamos aqui para ajudá-lo a crescer ainda mais”, apontou o camisa 10 e atual melhor jogador do mundo.

Sobre o atual momento do Real Madrid, Modric é realista. Não nega o baque sofrido pelas derrotas para o Barcelona, mas faz questão de virar a chave para o duelo decisivo com o Ajax.

“Quando você perde dois jogos contra o seu maior rival, não é algo que faz você se sentir bem, estamos abalados. Mas o importante é que o jogo de amanhã está chegando e não há tempo para se arrepender do que aconteceu. Temos que nos concentrar no que temos que fazer e esquecer o que aconteceu. Eu acho que o jogo da Copa não foi ruim, um objetivo está faltando, é por isso que temos que continuar e confiar que o objetivo virá. Estamos bem”, assegurou.

No Santiago Bernabéu, Real Madrid e Ajax se enfrentam a partir das 17 horas (no horário de Brasília) desta terça-feira. Em função do triunfo nos Países Baixos, os merengues terão a vantagem do empate na Espanha.

“Para nós, um jogo da Liga dos Campeões é sempre muito importante, especialmente amanhã, contra um time muito bom, jovem e ambicioso. Este jogo é fundamental para esta temporada, queremos estar nas quartas de final, não será fácil, mas estamos preparados e vamos fazer um grande jogo. Conseguir a classificação seria muito importante para nós”, finalizou.

GAZETA ESPORTIVA