PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Iniesta vê com naturalidade Neymar jogando no Real Madrid futuramente

Principal assunto da última janela de transferências europeia, a suposta mudança de Neymar para o Real Madrid foi tema também de uma entrevista concedida por Andrés Iniesta. Companheiro do brasileiro no Barcelona entre 2013 e 2017, o ídolo do clube catalão e atualmente no Vissel Kobe, do Japão, admitiu que ver o camisa 10 da [?]

08:15 | 13/11/2018

Principal assunto da última janela de transferências europeia, a suposta mudança de Neymar para o Real Madrid foi tema também de uma entrevista concedida por Andrés Iniesta. Companheiro do brasileiro no Barcelona entre 2013 e 2017, o ídolo do clube catalão e atualmente no Vissel Kobe, do Japão, admitiu que ver o camisa 10 da Seleção Brasileira vestindo a camisa do maior rival do clube catalão seria natural.

Em entrevista à Rádio Cadena Ser, Iniesta admitiu que não seria ?doloroso? ver Neymar nos merengues e revelou que é difícil ver o craque do Paris Saint-Germain voltar ao Barcelona justamente pela forma como saiu. O próprio brasileiro, porém, já descartou as duas possibilidades e confirmou que irá permanecer no clube francês.

?Não ficaria sentido e também não seria doloroso ver Neymar de branco. Ainda assim, o Barcelona terá jogadores únicos e um time qualificado continuar conquistando títulos?, disse Iniesta. ?Dizer que ele não pode voltar ao Barça é muito categórico, mas acho que é algo muito difícil de acontecer?, ressaltou o meio-campista.

Campeão Mundial com a seleção espanhola em 2010 e um dos símbolos da geração vitoriosa da Fúria, o meio-campista do Vissel Kobe também abordou sobre a equipe nacional, mais especificamente quanto a polêmica que envolveu a demissão do treinador Julen Lopetegui durante o Mundial da Rússia e a posterior saída do comandante do Real Madrid.

?Julen sabia para que equipe estava indo e quais seriam suas obrigações. Ele sabia o que aquela equipe havia feito no ano passado e que não era um lugar fácil. A única coisa que aconteceu é que há um presidente e quando os resultados não acontecem ele toma uma decisão, que dessa vez foi a de não continuar e não ter paciência. Estas são decisões que devem ser tomadas quando se está no cargo?, finalizou Iniesta.

Gazeta Esportiva

TAGS