PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Gigantes europeus planejam criar Superliga independente a partir de 2021

Uma notícia bombástica dominou a imprensa europeia na manhã deste sábado. Segundo informações apuradas pela equipe do  Football Leaks publicadas no revista alemã Der Spiegel, 16 clubes gigantes da Europa estariam planejando, secretamente, se unir para a criação de uma superliga na Europa a partir de 2021. Segundo a publicação, os enormes times do continente estariam descontentes com [?]

11:15 | 03/11/2018

Uma notícia bombástica dominou a imprensa europeia na manhã deste sábado. Segundo informações apuradas pela equipe do  Football Leaks publicadas no revista alemã Der Spiegel, 16 clubes gigantes da Europa estariam planejando, secretamente, se unir para a criação de uma superliga na Europa a partir de 2021.

Segundo a publicação, os enormes times do continente estariam descontentes com o enorme desequilíbrio das ligas europeias, sobretudo a Alemã e a italiana, que acabam culminando em títulos previsíveis. Para tentar resolver estas questões e seguir apresentando um torneio atrativo ao público os clubes já vem se mobilizando nesta ideia desde 2015.

Das 16 equipes do torneio, 11 podem ser chamadas de fundadoras e não poderão ser rebaixadas. São elas: Real Madrid, Barcelona, Manchester United, Juventus, Chelsea, Arsenal, Paris Saint-Germain, Manchester City, Liverpool, Milan e Bayern de Munique. Além desses times, mais cinco atuariam como convidadas num primeiro momento: Atlético de Madrid, Borussia Dortmund, Olympique de Marselha, Inter de Milão e Roma.

No entanto, para que este projeto saia do papel existem alguns temores por parte dos clubes, principalmente em relação a sanções que podem ser recebidas junto a Uefa. Mesmo assim, a Football Leaks deixa claro que pretende seguir com o projeto e ter a primeira edição do torneio em 2021.

A publicação informa ainda que os clubes pretendem criar uma sede para a organização do torneio na Espanha para que consiga comerciar e executar a Superliga Europeia. A estimativa dos clubes é de que a competição gere uma receita de 500 milhões de euros (mais de 2 bilhões de reais).

Gazeta Esportiva

TAGS