PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Dedé rechaça necessidade de atuar na Europa para estar na Seleção

Questionado em entrevista coletiva se vê uma transferência para a Europa como fundamental para permanecer na lista de convocados de Tite na Seleção Brasileira, o zagueiro Dedé afastou tal panorama e citou, como argumento, suas conquistas no cenário nacional. ?Estar na Europa não influencia. O treinador tem suas escolhas, gosta dos jogadores e, se o [?]

07:45 | 19/11/2018

Questionado em entrevista coletiva se vê uma transferência para a Europa como fundamental para permanecer na lista de convocados de Tite na Seleção Brasileira, o zagueiro Dedé afastou tal panorama e citou, como argumento, suas conquistas no cenário nacional.

?Estar na Europa não influencia. O treinador tem suas escolhas, gosta dos jogadores e, se o atleta estiver bem, vai convocar, ainda mais se tiver uma atenção grande. Sempre joguei no Brasil e consegui grandes conquistas, além de convocação, graças a Deus. Futebol brasileiro também é de alto nível?, analisou o defensor do Cruzeiro.

Dedé aproveitou a ocasião para responder perguntas sobre Tite e, também, as referências que o zagueiro têm no mundo do futebol.

?O Tite é um cara de coração bom. Quem senta para conversar com ele sente uma paz, sente que ele é do bem. Uma das coisas que tocou o Tite na época da convocação foi tudo que passei e a forma com que voltei, fazendo um bom futebol, no meu alto nível de antes. Isso tocou no coração dele porque foi difícil, quem me acompanhou de perto sabe que não foi fácil. Só agradeço porque o Tite é do bem e me fez bem?, falou.

?Tenho muitas referências. Não quando entro no campo, mas no meu dia a dia. Acompanho os grandes zagueiros da atualidade, o futebol brasileiro fornece isso. Thiago Silva, Miranda, que vive fase maravilhosa, Marquinhos, Juan do Flamengo, que infelizmente sofreu lesão. Assisto muitos jogos deles e implemento muitas coisas positivas, que ele fazem, no meu futebol?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS