PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Maradona tira culpa de Messi por desempenho ruim da Argentina na Copa

Mesmo fora de campo há um bom tempo, Diego Maradona sempre vira destaque internacional após ser entrevistado e falar sobre futebol. Desta vez, o ex-jogador falou com o jornal argentino Clarín e suas aspas deram o que falar: críticas à seleção da Argentina, lamento pela campanhas recentes da equipe nacional e elogios a Messi, afirmando que [?]

11:00 | 01/10/2018

Mesmo fora de campo há um bom tempo, Diego Maradona sempre vira destaque internacional após ser entrevistado e falar sobre futebol. Desta vez, o ex-jogador falou com o jornal argentino Clarín e suas aspas deram o que falar: críticas à seleção da Argentina, lamento pela campanhas recentes da equipe nacional e elogios a Messi, afirmando que o craque do Barcelona não teve culpa na Copa do Mundo e que é sempre considerado culpado por algum fracasso do país.

?Messi não é culpado por não ser campeão mundial. Ok, nós tínhamos todas as esperanças nele, mas quando você vai para a pista de corrida, você tem a esperança de que seu cavalo vença, e ele fica em oitavo lugar. Na Fórmula 1, Vettel tem um ótimo motor, mas quem vence não é ele, e sim Hamilton. Gostaria que Messi tivesse falado após o Mundial, e que criticasse todos?, afirmou Maradona.

Na Copa do Mundo, a Argentina esteve no Grupo D, ao lado de Islândia, Croácia e Nigéria. Para muitos, a equipe sul-americana era a grande favorita para avançar em primeiro lugar. No entanto, os hermanos suaram para avançar na segunda posição e foram eliminados logo em seguida, nas oitavas de final, para a França, que se sagrariam campeã alguns dias depois.

O histórico jogador argentino também lamentou os desempenhos fracos da Argentina nos últimos anos e ressaltou que não está mais tão engajado com a seleção nacional. Durante a entrevista, Maradona foi mais além e afirmou que esse sentimento negativo não está só nele, mas em uma boa parte do povo argentino.

?Hoje, a seleção não me desperta absolutamente nada, nenhum sentimento, como não desperta a boa parte dos argentinos. Pedimos algo diferente, pedimos uma paixão durante os jogos. Nós não podemos contra a Nicarágua, não podemos jogar contra Malta. Não, não podemos, estamos perdendo o prestígio que construímos durante toda nossa história?, disse Maradona.

 

Gazeta Esportiva

TAGS