PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Furacão admite que vitória teve mais raça do que técnica

O Atlético Paranaense deu um passo importante para buscar a vaga às semifinais da Copa Sul-americana ao vencer o Bahia pelo jogo de ida, por 1 a 0, na Arena Fonte Nova. O Furacão sofreu, viu a arbitragem anular dois gols do adversário após consultar o VAR, mas volta para casa com vantagem para definir [?]

00:30 | 25/10/2018

O Atlético Paranaense deu um passo importante para buscar a vaga às semifinais da Copa Sul-americana ao vencer o Bahia pelo jogo de ida, por 1 a 0, na Arena Fonte Nova. O Furacão sofreu, viu a arbitragem anular dois gols do adversário após consultar o VAR, mas volta para casa com vantagem para definir a vaga. O atacante Pablo, autor do gol da vitória, garante que mesmo com as dificuldades esperava por uma bola para definir o placar.

?A gente sabia que ia ter uma chance. Somos uma equipe que cria oportunidade. E tinha que matar. Soubemos sofrer, marcar e, quando tinha a bola, criar ocasiões de gol?, disse o jogador, que explicou o lance, um chute quase sem ângulo. ?O Nikão deu a casquinha na bola e chutei com vontade mesmo, fiz o gol e fiquei muito feliz?, acrescentou.

O zagueiro Léo Pereira admitiu que o futebol do Rubro-Negro não foi vistoso, mas exaltou o espírito do time, que não poupou vontade em campo. ?A gente sabia que seria difícil, e levamos na raça. Nosso time tem mostrado muita técnica, muita tática, mas hoje foi na raça?, avaliou.

Experiente, Paulo André não justificou o rendimento baixo ao péssimo gramado, mas sabe da importância do resultado. Agora, espera aproveitar a vantagem a Arena da Baixada. ?Um jogo muito difícil, não conseguimos jogar nosso futebol, não tanto pelo gramado, erramos bastante. Mas, conseguimos uma boa vantagem e lá me casa temos que concretizar esse resultado?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS