PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Lamentando falta de oportunidades, Wendel admite incômodo no Sporting

Mesmo sendo alvo de propostas de Flamengo, São Paulo e CSKA de Moscou, o volante Wendel acabou permanecendo no Sporting para esta temporada. No entanto, se sua situação no clube português não mudar, não seria nenhum absurdo se o brasileiro forçasse uma transferência na próxima janela do mercado europeu. Como o mesmo aponta, a adaptação [?]

18:00 | 03/09/2018

Mesmo sendo alvo de propostas de Flamengo, São Paulo e CSKA de Moscou, o volante Wendel acabou permanecendo no Sporting para esta temporada. No entanto, se sua situação no clube português não mudar, não seria nenhum absurdo se o brasileiro forçasse uma transferência na próxima janela do mercado europeu. Como o mesmo aponta, a adaptação ao novo país foi boa, mas os primeiros meses no novo time nem tanto.

?Minha adaptação à cidade está excelente. Lisboa recebe os brasileiros muito bem e o idioma ajuda também. Mas fizer que estou satisfeito com o atual momento não seria verdadeiro. Fui para o Sporting com a expectativa de ter uma sequência de jogos e isso ainda não foi possível?, admitiu, em entrevista concedida ao jornal Lance!.

Mesmo incomodado, Wendel vive a expectativa de se firmar no futebol português. Após tantas baixas neste início de temporada, graças à crise que se instaurou nos Leões de Alvalade no fim da última, as chances de ser aproveitado aumentam. E é neste processo de transição em que o volante aposta.

?O desafio que temos que ter em mente é de poder participar dessa transição no Sporting e ajudar o clube, que está precisando. Por isso, minha busca é por ter uma sequência de jogos e me consolidar logo por lá?, completou.

Revelado pelo Fluminense, Wendel foi vendido ao Sporting em janeiro deste ano, por quantia avaliada em 8 milhões de euros (R$ 31,6 milhões na cotação da época). O volante assinou um contrato até 2023 com o clube português, que adquiriu 100% de seus direitos econômicos. A multa rescisória do jovem atleta é de nada menos do que 60 milhões de euros (R$ 290 milhões).

Gazeta Esportiva

TAGS