PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Treze tenta reverter vantagem do Ferroviário na final da Série D

Treze, da Paraíba, e Ferroviário, do Ceará, se enfrentam neste sábado, às 18h30 (horário de Brasília), no Estádio Amigão, no segundo jogo da decisão do Campeonato Brasileiro da Série D. Na primeira partida, disputada no Castelão, em Fortaleza, o time cearense venceu por 3 a 0 e pode perder até por dois gols de diferença [?]

20:15 | 03/08/2018

Treze, da Paraíba, e Ferroviário, do Ceará, se enfrentam neste sábado, às 18h30 (horário de Brasília), no Estádio Amigão, no segundo jogo da decisão do Campeonato Brasileiro da Série D. Na primeira partida, disputada no Castelão, em Fortaleza, o time cearense venceu por 3 a 0 e pode perder até por dois gols de diferença para ficar com o título inédito.

O Treze precisa vencer por quatro gols de diferença para conquistar a taça. A repetição do placar do primeiro jogo a favor da equipe paraibana levará a decisão para a disputa de pênaltis. Leandro Pedro Vuaden, do Rio Grande do Sul, apita o jogo.

Para alcançar a difícil missão, o técnico Flávio Araújo está cheio de problemas para definir a equipe de Campina Grande. Beleu e Maxuell Samurai estão lesionados. Ítalo, Ceará e Silva vão cumprir suspensão e também vão desfalcar a equipe.

Mesmo com todos os problemas, o treinador do Treze mantém a confiança. Araújo disse que a sua equipe é capaz de reverter a situação atual e garantiu ao torcedor paraibano que o time vai gastar todas as suas energias para conquistar uma vitória, mesmo que o placar não seja suficiente para conquistar o título. ?Não adianta ter desespero. Temos que buscar o primeiro gol, para que tenhamos chances de marcar os demais?, afirmou.

Segundo informações divulgadas pelo site oficial do clube, o Treze registra duas grandes viradas em sua história. A primeira ocorreu na Copa do Brasil de 2005, quando perdeu a primeira partida por 3 a 0 e reverteu o placar com um 5 a 0. Em outra oportunidade, pelas semifinais do Campeonato Paraibano de 2011, o Botafogo-PB marcou 4 a 0 no jogo de ida e o Galo da Borborema conseguiu a classificação, repetindo o mesmo placar na volta.

Em situação aparentemente mais tranquila, o Ferroviário está treinando em Campina Grande desde a última quinta-feira. O técnico Marcelo Vilar tem repetido aos seus jogadores que nada está ganho e que é preciso muita luta e humildade para manter a grande vantagem alcançada no jogo de ida. Para a segunda partida, o treinador da equipe cearense vai poder contar com os zagueiros André Lima e Luís Fernando e o atacante Vitinho, que cumpriram suspensão, o que aumentou a motivação do grupo, que vai buscar o título brasileiro da quarta divisão.

O atacante Edson Cariús, artilheiro da Série D, com 11 gols, pretende voltar a marcar para se consolidar como o maior artilheiro do Brasil, considerando as quatro divisões. Embora saiba que sua marca deve ser superada com o desenrolar das competições nacionais, Cariús disse que se sente orgulhoso pela sua performance. Seria a segunda vez que um jogador do Ferrim se consagraria como artilheiro de um torneio nacional. Em 1992, o atacante Jorge Veras foi artilheiro da série C, em 1992, com nove gols.

Gazeta Esportiva

TAGS