PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Tcheco elogia atitude do Coxa e diz estar pronto para permanecer

O Coritiba desencantou na Série B do Campeonato Brasileiro jogando fora de casa e, após seis partidas sem um resultado positivo, bateu o Brasil de Pelotas por 1 a 0, respirando em meio a crise. O técnico Tcheco, que ganhou a primeira no comando do Alviverde, gostou da entrega do time em campo, que soube [?]

23:45 | 27/08/2018

O Coritiba desencantou na Série B do Campeonato Brasileiro jogando fora de casa e, após seis partidas sem um resultado positivo, bateu o Brasil de Pelotas por 1 a 0, respirando em meio a crise. O técnico Tcheco, que ganhou a primeira no comando do Alviverde, gostou da entrega do time em campo, que soube administrar o resultado sob muita pressão e diante de um adversário direto par anão ficar próximo da luta contra o rebaixamento.

?Espírito de time vencedor e tem que levar isso para as próximas rodadas. Era um jogo decisivo em todos os aspectos. Esse era crucial, um divisor de águas, fosse ele positivo ou negativo?, disse o treinador, que precisou motivar o grupo com uma conversa franca na concentração. ?Conseguimos em cima de muita conversa, não tivemos tempo para treinar, e isso é um pecado grande para quem vive nessa pressão. Fizemos um pacto de jogo a jogo e o espírito veio?, emendou.

O comandante alviverde também terá seu trabalho colocado em questão pelo diretor de futebol Paulo Pelaipe, que assumiu a função durante a semana e já adiantou que vai conversar sobre a continuidade no cargo. O técnico, entretanto, garante estar pronto para seguir. ?Minha maior dificuldade foi a questão do treinamento. Porque só viajar, concentrar e jogar, se o discurso não for bom, acaba sendo cansativo. Desde 2012 estou me preparando para isso. Sou funcionário do clube, se tiver que trazer outro treinador será bem recebido, mas tenho a cabeça tranquila. Sempre trabalhei em prol do Coritiba. Me sinto realmente preparado?, garantiu.

O Coxa terá a semana cheia para trabalhar visando o jogo diante do Boa Esporte, na próxima terça-feira, quando Tcheco espera a mesma atitude para resgatar o apoio do torcedor no Alto da Glória. ?Pés no chão, diante do nosso torcedor, no nosso campo, se a gente quer alguma coisa no campeonato tem que levar esse espírito e tentar entender o que é a Série B. Esse é o padrão que nós queremos nos próximos jogos?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS