PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Diretor diz que Roma preferiu desistir de Malcom para evitar leilão

O diretor esportivo da Roma, Ramón Rodríguez Verdejo, mais conhecido como Monchi, explicou o episódio traumático para a torcida romanista envolvendo a negociação do brasileiro Malcom. Após confirmar a negociação com o Bordeaux, o clube giallorossi viu o atacante mudar de ideia e se transferir para o Barcelona, que fez uma oferta tardia para desbancar [?]

16:15 | 24/07/2018

O diretor esportivo da Roma, Ramón Rodríguez Verdejo, mais conhecido como Monchi, explicou o episódio traumático para a torcida romanista envolvendo a negociação do brasileiro Malcom. Após confirmar a negociação com o Bordeaux, o clube giallorossi viu o atacante mudar de ideia e se transferir para o Barcelona, que fez uma oferta tardia para desbancar os italianos.

Tanto o Bordeaux como a Roma já haviam confirmado a negociação por meio de suas redes sociais, embora Monchi tenha se mostrado contrário à ideia de o time francês anunciar a saída do brasileiro antes da assinatura do contrato.

?Começamos uma negociação com o Bordeaux e com o jogador, através de seu agente, mais ou menos há uma semana. Depois de três dos quatro dias de intensas negociações, ontem por volta das 17h [horário local] entramos em um acordo com o agente, com o Bordeuax e com o jogador. O negócio estava feito e tivemos a permissão do jogador para viajar a Roma para fazer exames médicos. Havia um voo marcado para deixar a França às 21h e chegar às 23h. Tudo estava combinado. Por isso estávamos tranquilos?, disse Monchi.

?Uma vez que chegamos a um acordo com o Bordeaux, 30 minutos depois o presidente do clube, Stephane Martin, me ligou para me dizer que havia muitas especulações em torno da negociação e seria melhor divulgar um comunicado. Dissee a ele que, para nós, não seria ideal, mas ele insistiu e acabaram postando nas redes sociais sobre o acordo?, prosseguiu o diretor da Roma.

Apesar do acerto, Monchi relatou como tudo acabou mudando de uma hora para outra. A notícia de que Malcom não desembarcaria em Roma foi dada por um dos agentes do atacante brasileiro.

?Fiquei muito surpreso quando um dos representantes do jogador me ligou para dizer que o Bordeaux tinha desistido da permissão para o jogador viajar a Roma. Liguei para o Martin [presidente do Bordeaux] e ele me disse que havia chegado uma oferta do Barcelona que era melhor que a nossa e se não cobríssemos a oferta, não teríamos o jogador. Disse a ele que tínhamos chegado a um acordo, mas ele disse que nada havia sido assinado?.

Disposto a fazer mais um esforço para contar com Malcom, o presidente da Roma deu sinal verde para que Monchi aumentasse a oferta. Ainda assim, o Bordeaux não cedeu, uma vez que o Barcelona também havia entrado com tudo na briga pelo brasileiro. Por fim, o diretor giallorossi optou por se retirar da disputa.

?Sinto muito pelo que aconteceu, mas acredito que tínhamos completado a negociação com o Bordeaux e ainda oferecemos mais para ter o jogador conosco. O presidente Pallotta teve a decisão de fazer a melhor oferta possível, mas quando a negociação se tornou um leilão, decidimos desistir. Se alguém quer vir a Roma, é bom. Mas se não quer vir a Roma, então também não queremos. Quero dizer aos torcedores que continuamos trabalhando duro para encontrar um jogador igual ou até melhor que Malcom?, concluiu Monchi.

Gazeta Esportiva

TAGS