PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Guto Ferreira diz que não faltou agressividade ao Bahia contra o Grêmio

O Bahia sofreu neste domingo sua primeira derrota em Salvador durante o Campeonato Brasileiro. Contra um Grêmio bem fechado, o Tricolor pouco conseguiu pressionar, mas após o duelo, o técnico Guto Ferreira disse que não faltou ousadia e agressividade aos mandantes. ?Eu não consigo enxergar [o Bahia] tão menos agressivo. Pega a estatística, 61,5% de [?]

19:45 | 03/06/2018

O Bahia sofreu neste domingo sua primeira derrota em Salvador durante o Campeonato Brasileiro. Contra um Grêmio bem fechado, o Tricolor pouco conseguiu pressionar, mas após o duelo, o técnico Guto Ferreira disse que não faltou ousadia e agressividade aos mandantes.

?Eu não consigo enxergar [o Bahia] tão menos agressivo. Pega a estatística, 61,5% de posse de bola [para o Bahia], 12 finalizações contra 8 do Grêmio, cinco escanteios contra um, 22 cruzamentos contra 7 do Grêmio, dois cartões contra cinco deles. Isso mostra o quanto a gente foi agressivo. O árbitro não tinha dado [pênalti para o Grêmio], quem deu foi o árbitro atrás, que foi a favor do Grêmio. Só o que ao nosso favor não deu [o pênalti]. Poderia ser outro jogo. Tomamos gol cedo e não abrimos mão de buscar?, afirmou.

Com o triunfo, o Grêmio dá um salto na tabela e chega à vice-liderança da Série A, com 16 pontos, enquanto o Tricolor baiano permanece na zona do rebaixamento, com oito. Na próxima rodada, os gaúchos recebem o Palmeiras; o Bahia enfrenta o Paraná fora de casa.

?O segundo tempo, o Grêmio jogou atrás no contra-ataque, foi conseguir o gol nos acréscimos. Acho que em uma situação dessa, contra o time campeão da América, com valor de investimento altíssimo, nossa equipe lutou muito. Os dois últimos jogos do Bahia foram contra equipes gigantes. Não venceu, mas brigou o tempo todo, lutou o tempo todo. Da maneira que o Bahia tem lutado me dá orgulho dirigir esse grupo?, completou.

Gazeta Esportiva

TAGS