PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

?O mundo seria melhor se tivesse mais pessoas como ele?, diz irmã de CR7

Bom filho, bom irmão e bom amigo. Este é Cristiano Ronaldo quando está fora dos gramados e dos holofotes, segundo alguém que vive isso bem de perto: sua irmã, Kátia Aveiro. Acompanhando sua mãe, Dolores Aveiro, no evento de lançamento de seu livro em São Paulo, nesta terça-feira, Kátia não poupou elogios ao melhor jogador [?]

08:15 | 23/05/2018

Bom filho, bom irmão e bom amigo. Este é Cristiano Ronaldo quando está fora dos gramados e dos holofotes, segundo alguém que vive isso bem de perto: sua irmã, Kátia Aveiro. Acompanhando sua mãe, Dolores Aveiro, no evento de lançamento de seu livro em São Paulo, nesta terça-feira, Kátia não poupou elogios ao melhor jogador do mundo.

?Ele é um filho maravilhoso. Eu tenho dois filhos e gostaria que eles fossem iguais ao Ronaldo, como ele é para a minha mãe. É um bom irmão, um bom amigo e um filho maravilhoso. E não é porque é meu irmão. O mundo seria melhor se tivesse mais pessoas como ele?, contou com um sorriso no rosto à Gazeta Esportiva, revelando que eles têm um grupo no What?s App com o nome ?Família Maravilhosa?.

Se hoje a família Aveiro vive momentos de glória, no passado não foi sempre assim. E é justamente isso que Dolores conta em seu livro e Kátia fez questão de detalhar. Mas antes disso, a irmã do gajo e cantora exaltou a figura da mãe em suas vidas.

?A palavra pilar por si só diz muito. O pilar sustenta, o pilar mantém firme. E realmente, minha mãe tem essa capacidade e isso nunca se perdeu. E só espero que ela dure muitos anos, que fique muitos anos porque todos nós precisamos muito dela?, afirmou.

Entre os detalhes da história da família, Kátia comentou sobre o caso do ?quase? aborto de CR7 e como o nascimento dele foi motivo de união em sua casa: Sempre soubemos, nunca foi um segredo. Porque a dificuldade sempre foi muito óbvia, um sacrifício constante. Meu pai era uma pessoa um pouco ausente para ela, não era de trabalhar e ajudar em casa. Então ela sentia o peso dobrado. E quando ficou grávida do Ronaldo ela pensava em tudo isso e falava: ?o que eu vou fazer com um quarto filho?? E aí tentou fazer um chá caseiro para interromper a gravidez, mas ele não quis ir. E quando ela fala que ele veio iluminar nossas vidas é porque nós vivemos muito o sofrimento dela e quando ele chegou, era como se fosse o menino Jesus. Ele foi uma alegria para nossa casa e umaespécie de união entre nós todos?, relatou.

Kátia relevou ainda que a renda arrecadada pela venda dos livros é revertida para caridade: ?Inclusive, a renda arrecadada pelo livro é revertida a instituições que apoiam crianças abandonadas, que não têm pais, com deficiência e mulheres com câncer de mama, porque minha mãe também teve e tirou. Então ela se sente muito feliz por isso, não só por contar a vida dela, mas por ajudar algumas causas e servir de exemplo para outras mulheres?.

Mudando de assunto, a cantora contou também qual foi a sensação que ela e a família sentiram na final da Eurocopa de 2016, quando Cristiano sofreu uma lesão ainda no começo da partida e depois com a conquista do título de Portugal. ?Foi subir ao céu e depois descer à terra em questão de minutos. O que está acontecendo? Por que hoje? Por que na final? Por que meu irmão? Foi muita emoção. É muito difícil de explicar. Mas graças a deus, as coisas foram bem e foi muito bonito o apoio maravilhoso dos torcedores. Ele não jogou, mas ficou feliz como se tivesse jogado. Fez-se a justiça?.

Kátia ainda se disse otimista com a conquista da Liga dos Campeões neste sábado, quando o Real Madrid encara o Liverpool em Kiev. ?Acostumada a ganhar?, a irmã do melhor jogador do mundo entende que falhar é humano, mas acredita na estrela do time merengue e que esta vai brilhar mais uma vez.

Por fim, ela comentou sobre a expectativa para a Copa do Mundo e espera que a hora de Cristiano tenha chegado: Portugal precisa de um troféu mundial, mas acho que os portugueses não estão exigindo isso, porque ainda estão muito felizes com vitória na Eurocopa. Claro que é hipocrisia da minha parte dizer que eles não querem? Mas a responsabilidade não está só no Ronaldo, é em todo mundo. Tudo bem, ele é carismático, o melhor jogador do mundo, mas ele vai fazer sua parte, assim como seus companheiros. Acredito na equipe toda e que ela vai dar alegria para os portugueses?, concluiu com um brilho nos olhos.

Gazeta Esportiva

TAGS