PUBLICIDADE
Futebol
TENSÃO

Elenco do Sporting pensa não jogar final da Copa de Portugal após agressões Lisboa

14:14 | 16/05/2018

Agredidos por torcedores organizados encapuzados na terça-feira durante um treinamento, os jogadores do Sporting avaliam não disputar a final da Copa de Portugal, no domingo.

Os atletas se reuniram com o sindicato de jogadores de futebol para pensar a resposta sobre a violência sofrida. Segundo a imprensa portuguesa, os jogadores avaliam até não disputar a final da Copa contra o Desportivo das Aves e pensam na ruptura de seus contratos com o Sporting.

"Estou decepcionado pela imagem que Portugal projetou ao mundo. Decepcionado porque Portugal é uma potência no futebol profissional e pela gravidade do que aconteceu", declarou nesta quarta-feira o presidente do país, Marcelo Rebelo de Sousa.

Um grupo de aproximadamente 50 torcedores invadiu o centro de treinamento do Sporting, agredindo jogadores e comissão técnica e agravando a crise em todos os níveis do clube lisboeta.

Durante o ataque, que durou cerca de 15 minutos, os torcedores ativaram os detectores de fumaça do CT com sinalizadores e agrediram funcionários com cintos.

Nas redes sociais, foi possível ver a foto do atacante holandês Bas Dost, artilheiro da equipe no Campeonato Português com 27 gols, com um ferimento na cabeça, além de vídeos dos vestiários destruídos.

O técnico Jorge Jesus sofreu um golpe na cabeça. Após a agressão, o treino foi suspenso e várias pessoas foram levadas à delegacia. "É uma situação atroz", lamentou o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, garantindo que as medidas necessárias serão tomadas.

A Liga Portuguesa de Futebol condenou estes atos "lamentáveis que não têm lugar no futebol que quer promover a Liga", enquanto a Federação Portuguesa de Futebol espera que "as autoridades públicas não olhem a recursos para levar perante a justiça os responsáveis por atos criminosos que não podem deixar de ser punidos".

Recomendadas para você

Comentários