PUBLICIDADE
Futebol


Diego Souza projeta primeira vitória fora e impõe meta por título

Após bater o Santos e encerrar uma série de quatro empates seguidos, o São Paulo buscará no próximo domingo sua primeira vitória como visitante no Campeonato Brasileiro de 2018. Autor do gol no clássico do último final de semana, o centroavante Diego Souza projeta um confronto difícil com o América-MG, invicto no Estádio Independência. ?O [?]

08:15 | 24/05/2018

Após bater o Santos e encerrar uma série de quatro empates seguidos, o São Paulo buscará no próximo domingo sua primeira vitória como visitante no Campeonato Brasileiro de 2018. Autor do gol no clássico do último final de semana, o centroavante Diego Souza projeta um confronto difícil com o América-MG, invicto no Estádio Independência.

?O América-MG é um time que não perdeu em casa, tem 100% de aproveitamento?, alertou o atacante tricolor, em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva. ?Por mais que as pessoas coloquem o América-MG lá embaixo, a equipe tem jogadores experientes, de qualidade?, sustentou.

Longe do Morumbi, os comandados de Diego Aguirre empataram com Ceará (0x0), Fluminense (1×1) e Bahia (2×2). O duelo, válido pela sétima rodada, opõe equipes que somam dez pontos e que brigam por um lugar no G4. O time mineiro, na sexta posição, leva vantagem em relação aos paulistas no número de vitórias (3 a 2).

?Temos que ir lá e jogar bem para ficarmos mais perto da vitória. Nossa equipe tem que estar com a cabeça de sair para jogar bem e marcar os adversários. Aí, com a nossa qualidade, a gente tem que aproveitar as oportunidades e tentar botar pra dentro e fazer o gol?, receitou o camisa 9.

Com a propriedade de quem é o maior artilheiro da história do Brasileiro entre aqueles que disputam a edição 2018, Diego Souza impôs uma meta ao Tricolor e indicou o caminho a ser percorrido até o título nacional.

?O São Paulo tem que estar entre os times da zona de Libertadores até a 30ª rodada. Quando chega ali, faltando dez, oito rodadas, você tem um campeonato à parte?, ressaltou o jogador, que soma 90 gols marcados em 351 jogos, disputados a partir de 2003, quando o modelo de pontos corridos foi implantado na competição.

?Afunila tudo. Uns vão estar brigando na zona de rebaixamento, outros brigando por Libertadores e outros por título. Nessa fase é onde tem mais pressão, e aí vai valer a experiência da equipe, o quanto ela tem de qualidade para superar esse momento que é tão difícil no campeonato?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS