PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Mourinho pode ver o rival Guardiola ser campeão Inglês; relembre duelos

Neste sábado, Manchester City e Manchester United se enfrentarão pela 33ª rodada do Campeonato Inglês, no Etihad Stadium. O confronto colocará frente-a-frente dois dos técnicos mais badalados do mundo: Pep Guardiola, defendendo o lado azul do clássico, e José Mourinho, treinador dos Diabos Vermelhos. O duelo não é especial apenas por ser um clássico, ou por [?]

20:15 | 06/04/2018

Neste sábado, Manchester City e Manchester United se enfrentarão pela 33ª rodada do Campeonato Inglês, no Etihad Stadium. O confronto colocará frente-a-frente dois dos técnicos mais badalados do mundo: Pep Guardiola, defendendo o lado azul do clássico, e José Mourinho, treinador dos Diabos Vermelhos.

O duelo não é especial apenas por ser um clássico, ou por ser mais um encontro entre os professores. Em caso de vitória dos Citzens, a equipe chegará ao seu quinto título de Premier League.

Com certeza, Mourinho não vai querer perder para o seu maior carrasco. Em 20 confrontos, foram nove vitórias de Guardiola, sete empates e apenas quatro triunfos do português. No último encontro, melhor para o City, que venceu por 2 a 1, e acabou com uma invencibilidade que durava 40 jogos e 456 dias.

Como treinador do Barcelona, Bayern de Munique e City, Guardiola bateu o rival, que dirigia Inter de Milão, Chelsea e United. Alguns desses confrontos são marcantes. Mourinho eliminou Pep na semifinal Liga dos Campeões 2009-2010, com a Internazionale, eliminando o Barça. O técnico levaria a Champions daquele ano ao bater o Bayern, na decisão por 2 a 0.

Um dos jogos mais inesquecíveis dessa história foi o 5 a 0 do Barcelona sobre o Real Madrid em 2010. Na ocasião, Mourinho disputava o primeiro ?El Clásico? da carreira e após o jogo afirmou na coletiva: ?Não houve humilhação. É a maior derrota da minha carreira?.

Em 2011, Mou conseguiu bater o Barcelona, pela decisão da Copa do Rei, 1 a 0, gol de cabeça de Cristiano Ronaldo. No mesmo ano, Guardiola eliminaria o rival da Liga dos Campeões, na fase semifinal, vitória por 2 a 0, na ida, em Madrid, e empate por 1 a 1, no Camp Nou. Dirigindo Bayern de Munique e Chelsea, se encontraram pela Supercopa da Europa. No tempo normal, empate em 2 a 2, e triunfo do espanhol nas penalidades máximas.

Entretanto, não é apenas do confronto que a rivalidade se aumenta. A troca de farpas é mais um ingrediente na narrativa do embate. Mourinho não perdeu a oportunidade de alfinetar o algoz, quando Guardiola criticou a arbitragem em 2011: ?Começamos uma nova era. Até agora tínhamos dois grupos de treinadores. Um, muito pequeno, com técnicos que não falam de árbitros. Outro, muito grande e no qual me incluo, que critica quando eles erram. Com as declarações de Pep, entramos numa nova era. Um novo grupo que só tem ele: reclamar do acerto do juiz?.

Guardiola é conhecido por ser um técnico tranquilo no quesito provocação, não resistiu e rebateu: ?O senhor Mourinho me chamou de Pep, então o chamarei de José. Amanhã nos enfrentaremos no campo. Fora dele, ele ganhou durante todo o ano e ganhará todas no futuro. Por isso vou lhe presentear com uma taça da Champions League particular fora do campo, para que ele leve para a casa e desfrute. Nas coletivas de imprensa ele é o ?puto chefe? que sabe de tudo. Não quero competir em nenhum instante com ele?.

Quando o espanhol deixou o Barcelona, optou por tirar um ano sabático antes de assumir o Bayern de Munique. O português, na época, dirigindo o Real não deixou de cutucar o algoz: ?A única coisa que posso dizer é que seguirei trabalhando, não sei se no Real Madrid ou em outro lugar. Se vou embora no ano que vem, não será para passar um ano de férias?.

Com troca de farpas e muita rivalidade, mais uma vez Mourinho e Guardiola estarão cara-a-cara. O mais novo capítulo dessa história pode resultar em um título inédito para o espanhol: o Campeonato Inglês, resultando em um golpe duro no Manchester United e no português, que fará de tudo para não ver o desafeto comemorar um título com vitória sobre seu time.

Gazeta Esportiva

TAGS