PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

France Football pede desculpas por não ter dado prêmio a Iniesta

A Bola de Ouro é um prêmio anual entregue desde 1956 aos melhores jogadores do mundo e, depois de um curto período conjunto com a Fifa, a revista France Football voltou a concedê-lo de maneira autônoma. Nesta terça-feira, seu diretor, Pascal Ferré, escreveu um pedido de desculpas a Andrés Iniesta no editorial da publicação por [?]

11:30 | 24/04/2018

A Bola de Ouro é um prêmio anual entregue desde 1956 aos melhores jogadores do mundo e, depois de um curto período conjunto com a Fifa, a revista France Football voltou a concedê-lo de maneira autônoma. Nesta terça-feira, seu diretor, Pascal Ferré, escreveu um pedido de desculpas a Andrés Iniesta no editorial da publicação por nunca tê-lo dado uma das edições da premiação.

?O sr. Iniesta demonstrou que é o cérebro e, sem dúvida, o músculo essencial dos campeões fora de série. Seu talento é inventar. Um altruísmo que certamente o privou de um reconhecimento ainda mais majestoso, como foi na Bola de Ouro que deixou escapar em 2010 (segundo lugar) e 2012 (terceiro lugar). Entre as grandes ausências na premiação, a dele é certamente a mais dolorosa, a menos que uma grande atuação na Rússia permita reparar essa anomalia democrática?, diz um trecho do editorial intitulado ?Perdão, Iniesta?.

O jogador de 33 anos está há 16 anos no Barcelona e, para Ferré, sem ele, Messi não teria alcançado o mesmo desempenho. ?É o melhor facilitador de jogo de todos os tempos. A maior parte dos seus contemporâneos complica o jogo, mas [Iniesta] divertiu-se durante 15 anos, simplificando tudo. Sem qualquer pensamento de vaidade, só o de viver o jogo. O seu talento é inventar para os outros. Sem ele, Messi ia ter se cansado muito mais rapidamente do Barcelona?, continua.

Iniesta confirmou, após a conquista da Copa do Rei no final de semana, que deixará o Barcelona. Ainda não se sabe seu destino certo, mas rumores de sua ida para a China balançaram após uma publicação do jornal As desta terça-feira, que indica o desejo de Manchester City, Arsenal e PSG em tê-lo para a próxima temporada. 

Gazeta Esportiva

TAGS