PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Coxa bate o Criciúma na estreia do técnico Eduardo Baptista

Na estreia do técnico Eduardo Baptista no comando, o Coritiba conseguiu encaixar sua primeira sequência de vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro ao bater o Criciúma por 2 a 1, de virada, no Couto Pereira. Com o resultado, o Coxa chegou aos seis pontos, na sétima colocação. A equipe catarinense, sem nenhum ponto somado, [?]

23:30 | 27/04/2018

Na estreia do técnico Eduardo Baptista no comando, o Coritiba conseguiu encaixar sua primeira sequência de vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro ao bater o Criciúma por 2 a 1, de virada, no Couto Pereira. Com o resultado, o Coxa chegou aos seis pontos, na sétima colocação. A equipe catarinense, sem nenhum ponto somado, está na 17ª posição.

Quem abriu o placar foi o Tigre, aos 17 minutos da primeira etapa, com João Paulo, aproveitando cruzamento para completar com liberdade para a rede. Kady deixou tudo igual, com um belo chute, aos 32 minutos. Depois do intervalo, Yan Sasse, aos 12 minutos, chutou rasteiro para virar.

Na próxima rodada, o Coritiba volta a campo na sexta-feira, diante do Oeste, na Arena Barueri. Já o Criciúma terá pela frente o CSA, terça-feira, no Estádio Heriberto Hulse.

O jogo ? Após uma recepção de gala pelo torcedor alviverde, o Coxa começou a partida com dificuldade nos primeiros minutos. Aos três minutos, Elvis pegou sobra de bola e arriscou o chute para defesa segura de Wilson. O jogo era de muita marcação, especialmente no setor de meio-campo, e poucas finalizações. O time da casa, por sua vez, se mostrava um pouco desorganizada.

Em uma partida com poucos chutes, qualquer erro poderia ser fatal, e ele aconteceu, aos 17 minutos, com cochilo da defesa coxa-branca que deixou Lucas Coelho cruzar para João Paulo dominar com liberdade no meio da área e bater para o fundo da rede e abrir o placar. O Coritiba tentou dar o troco, aos 23 minutos, com Kady cruzando para Chiquinho, que foi interceptado por Sueliton.

Um pouco nervoso em campo, Kady respondeu aos 32 minutos com um golaço. O meia pegou sobra de bola e soltou o pé para deixar tudo igual. O gol desestabilizou o time catarinense, que passou a reclamar demais em campo. Aos 46 minutos, Chiquinho Fe z a jogada e tentou o levantamento fechado, mas Marlos subiu para afastar o perigo.

Para a segunda etapa, o Criciúma voltou com Jean Mangabeira no lugar de Andrew. Com a bola rolando, entretanto, nenhuma mudança, com o jogo seguindo truncado, tecnicamente feio no Alto da Glória. Aos sete minutos, João Paulo arriscou o tiro de longe, Wilson defendeu e, na sobra, Nicolas não aproveitou. Mais Tigre, aos 10 minutos, com João Paulo invadindo a área e chutando cruzado, pela linha de fundo.

O técnico Eduardo Baptista optou pela entrada de Yan Sasse no lugar de Julio Rusch e, no primeiro lance do meia, aos 12 minutos,chutou rasteiro área balançar a rede e decretar a virada. O troco quase veio aos 15 minutos, com João Paulo arriscando da intermediária de olho em Wilson, que estava adiantado, mas fez a defesa.

Com a vantagem no placar, o Coxa tocava mais a bola, deixando o tempo passar e aproveitando o cansaço que batia no adversário. Aos 30 minutos, cobrança de escanteio para Sandro testar e colocar para fora. De muito longe, Jean arriscou o petardo, aos 38 minutos, por cima da meta.O Tigre tentava pressionar, mas sem sucesso, perdeu mais uma na Série B. O Coritiba, mesmo sem um futebol vistoso, soma pontos importantes.

CORITIBA 2 X 1 CRICIÚMA

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Data: 27 de abril de 2018, sexta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Hugo Sávio Xavier Correa (GO)

Cartões amarelos: Kady, Julio Rusch, Bruno Morais (Coritiba); Liel, Nicolas, Sandro, Marlos, Elvis, Sueliton, Jean Mangabeira (Criciúma)

Gols

CORITIBA: Kady, aos 32 minutos do primeiro tempo e Yan Sasse, aos 12 minutos do segundo tempo

CRICIÚMA : João Paulo, aos 17 minutos do primeiro tempo

CORITIBA: Wilson; Vinícius Kiss, Thalisson Kelven, Alex Alves e Abner (João Paulo); Vitor Carvalho e Júlio Rusch (Yan Sasse); Jean Carlos, Kady (Guilherme Parede) e Chiquinho; Bruno Moraes.

Técnico: Eduardo Baptista

CRICIÚMA : Luiz, Sueliton, Sandro, Nino e Marlon, Liel, Elvis, Nicolas, João Paulo e Andrew (Jean Mangabeira), Lucas Coelho (Mailson).

Técnico: Argel Fucks

Gazeta Esportiva

TAGS