Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Casal britânico desenha figurinhas e cria versão própria de álbum da Copa

10:30 | Abr. 29, 2018
Autor -
Foto do autor
- Autor
Tipo Notícia

[FOTO1]Alex e Sian Pratchett resolveram aderir à febre de colecionar figurinhas para completar o álbum da Copa do Mundo de uma forma diferente. Ao se verem sem condições financeiras de completar o álbum da Copa passada, em 2014, decidiram criar a própria versão desenhando eles mesmos as figurinhas dos atletas.

No Twitter foi criada a página Panini Cheapskates (@CheapPanini), em que o casal divulga os desenhos de vários atletas. A pouca habilidade nos desenhos não impediu que a ideia fizesse sucesso e fosse continuada.

"Somos muito persistentes para melhorar, mas, mesmo depois de desenhar 1.500 cromos, continuamos um desastre", brinca Alex em conversa com a BBC.

Após a Copa do Mundo de 2014, casal também fez um álbum para Eurocopa 2016, sediada na França, conseguindo arrecadar cerca de R$ 24 mil que foram doados a instituições de caridade.
 
[FOTO2]
 
Os fundos conseguidos com a venda dos álbuns veio, até mesmo, de países muito distantes do Reino Unido, como Irã e Japão.

Desta vez, a iniciativa teve como objetivo arrecadar valor ainda maior com o álbum da Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

"São 680 figurinhas para desenhar, cada uma demora cerca de 15 minutos, por isso há aproximadamente 170 horas de trabalho pela frente, para duas pessoas, em um mês", informa o casal na página do site de vaquinhas online criada para atingir esse objetivo.
 
[VIDEO1] 
 
O casal chegou a fazer um desenho do brasileiro Ronaldo, campeão do mundo com a seleção brasileira em 1994 e 2002, para arrecadação de fundos neste mês. O desenho do Fenômeno valeram 800 libras para instituições de caridade.

"Muita gente nos convenceu a fazer novamente", disse Sian Pratchett em entrevista.

O casal planeja iniciar os desenhos no dia 14 de junho, na abertura da Copa do Mundo, concluindo a produção até o fim da competição.

O grande desafio do casal será conciliar o tempo com o novo integrante da família: o bebê nascido a poucos meses.
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Golpes virtuais: saiba como se proteger e denunciar os ataques

CUIDADOS
07:05 | Ago. 05, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

De repente, você percebe que foi vítima de um golpe virtual. Os principais ocorrem por meio da clonagem do número de telefone ou na invasão do aparelho celular pelos criminosos. O objetivo é quase sempre para o roubo de informações pessoais, como senhas bancárias e contatos da agenda telefônica, por exemplo. É o que ocorreu com o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), que informou na manhã desta quarta-feira, 4, que teve o telefone celular invadido por hackers. Segundo o gestor, os criminosos roubaram dados da sua agenda de contatos e enviaram mensagens no nome dele, na tentativa de aplicar golpes financeiros.

Em entrevista à Rádio O POVO/CBN, na manhã de hoje, Renato Marinho, chefe de pesquisa do Morphus Labs, empresa da área de segurança da informação, explica quais os principais procedimentos para a segurança virtual e como se proteger de crimes digitais. No Brasil, mais de 5 milhões de brasileiros foram vítimas do golpe de clonagem de WhatsApp em 2020, de acordo com um levantamento do dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe.

LEIA MAIS | WhatsApp: 90% dos golpes pela internet no Brasil circulam pelo aplicativo

De acordo com Marinho, os procedimentos de segurança do celular abordam desde o uso de senha de bloqueio do aparelho até a preservação da imagem em redes sociais, por exemplo. Neste último, porém, o procedimento ser mais complicado para figuras públicas. “O bloqueio da tela é um recurso básico de segurança que todos devem habilitar porque caso você perca ou seja roubado, o criminoso não vai poder ter acesso a ele e aos seus dados, como contatos e informações pessoais. Colocar uma senha de proteção é primordial”, orienta.

Outra orientação do especialista é sobre a criação de uma senha adicional nos aplicativos, principalmente para evitar roubo bancários. Renato destaca que uma proteção adicional dá mais segurança para as pessoas: por mais que essa senha seja fácil ou acabe vazando, os criminosos não vão ter acesso ao seu aplicativo. Para ele, aplicativos, especialmente os de bancos, devem ter "uma forma adicional de autenticação do usuário".

Golpes também são aplicados por meio do roubo da imagem. Nestes casos, não necessariamente o criminoso clona o WhatsApp, mas usa a foto de perfil do aplicativo. Assim, apenas com acesso aos contatos de uma pessoa, já é possível realizar o golpe. Renato destaca que para prevenir a situação, o aplicativo possui um recurso em que um indivíduo só pode ver a foto de perfil se você tiver aquela determinada pessoa salva na agenda de contatos. “Um criminoso que saiba o meu número e queira roubar a minha foto do perfil do Whatsapp, ele não vai ver porque ele não está na minha agenda”, explica Renato.

Riscos do Wi-fi público

Uma pesquisa realizada pela Morphus Labs mostrou que muitos usuários não se preocupam com a segurança da rede wi-fi que acessam, principalmente se ela for pública. O estudo aponta que redes públicas podem ser um dos meios para roubo de dados. A pesquisa tratava-se da abertura de uma rede de wifi falsa para testar o grau de exposição com o qual as pessoas atuavam. O especialista ressalta a importância da precaução no acesso às redes livres.

LEIA TAMBÉM | Pix: aprenda a não cair em golpes

“Nosso objetivo era identificar ou medir o nível de exposição das pessoas referente a uma rede wi-fi falsa. Quando você usa o celular em uma rede wi-fi, você entra em bancos, mídias sociais ou faz alguma autenticação de modo geral. Se você entrar em uma rede wi-fi sem segurança, um atacante pode interceptar essas publicações e roubar suas informações. No estudo, muitas pessoas se conectaram nessa rede falsa”, lembra Renato.

Ainda segundo o especialista, um dos pontos do estudo era analisar se as pessoas paravam para ler os termos de acesso à rede, que constava a permissão de acessar os dados do usuário. “O texto que era aceito em torno de dois segundos. Eu analisei que as pessoas não liam o texto e aceitavam os termos. Isso prova que a pessoa que observa uma rede wi-fi aberta precisa verificar com cautela se pode ou não entrar naquela rede, pois ela pode ser uma abertura para que os atacantes possam aplicar alguns golpes e roubar seus dados”, informa Marinho.

Como se proteger?

- Instale uma solução de segurança em seu celular capaz de identificar tentativas de clonagem de WhatsApp;

- Ative a autenticação em dois fatores, dessa forma você poderá criar uma senha que será uma camada extra de segurança para sua conta de WhatsApp;

- Em caso de compras online, procure pelo selo de verificação nos perfis das redes sociais das marcas e nunca passe informações pessoais e nenhum código que foi enviado para o seu celular;

- Não deixe o celular desbloqueado perto de pessoas desconhecidas, pois é possível que elas se conectem ao WhatsApp Web e tenham acesso às suas mensagens. Para verificar se alguém está acessando sua conta, clique nos três pontinhos no canto superior direito dentro do aplicativo e selecione “WhatsApp Web”. Se alguém estiver ativo, irá aparecer o nome do dispositivo no qual ele está conectado. Para sair basta clicar em “Desconectar de todos os aparelhos”.

(Fonte: Psafe Tecnologia)

LEIA MAIS | Confira dicas para se prevenir contra golpes no WhatsApp

Como denunciar golpes virtuais

Para denunciar golpes virtuais, a população pode denunciar os casos, links e anúncios suspeitos por meio de Boletim Eletrônico ou no telefone do Disque-denúncia, o 181. Além disso, as vítimas podem procurar a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), na Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), no número (85) 3101-2505, ou no Departamento de Inteligência Policial (DIP) pelo telefone (85) 3101-2511.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

PM impede assalto a ônibus em Fortaleza; três suspeitos foram capturados

Cidade dos Funcionários
07:00 | Ago. 05, 2021
Autor Marília Serpa
Foto do autor
Marília Serpa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Por volta das 7 horas desta quarta-feira, 4, três pessoas foram pegas em flagrante quando assaltavam passageiros de um coletivo no bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza. Os suspeitos são dois adultos e um adolescente, que foram interrompidos pela Polícia Militar do Ceará (PMCE). Os agentes estavam de serviço nas proximidades da avenida Oliveira Paiva, quando foram informados por pedestres sobre um roubo em andamento em um ônibus.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os policiais viram os passageiros sinalizando, de dentro do ônibus, o assalto. A equipe abordou o veículo e os três suspeitos saíram em fuga. Um deles, identificado depois como menor de idade, chegou a apontar uma arma para a polícia, e houve troca de tiros. O adolescente ficou ferido e foi socorrido em seguida.

Os outros dois envolvidos também foram capturados. Francisco Diego Vasconcelos Alves, 23, possui antecedentes criminais por lesão corporal, ameaça, furto, roubo, receptação, corrupção de menores, porte ilegal de arma de fogo e violência doméstica. Já Paulo Henrique Diniz da Silva, 19, tem antecedentes criminais por roubo, corrupção de menores e tráfico de drogas.

Foi instaurado procedimento na Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) pela apreensão do menor, enquanto os adultos foram autuados por roubo e corrupção de menores. A polícia não divulgou se foi lavrado ato infracional contra o adolescente.

Mais notícias de Segurança

.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

DF começa retorno às aulas presenciais na rede pública

Educação
06:50 | Ago. 05, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A rede pública de ensino do Distrito Federal começa nesta quinta-feira (5) o processo de retorno às aulas presenciais. Pelo cronograma, está prevista hoje a volta dos alunos da educação infantil.

No dia 9 de agosto, será a vez da volta às escolas, na modalidade presencial, de alunos do ensino fundamental dos anos iniciais, além dos estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do primeiro segmento.

Em 16 de agosto, pelo cronograma, estão previstos os alunos do ensino fundamental dos últimos anos e do segundo e terceiro segmentos do EJA. No dia 23 de agosto, a volta às escolas abrangerá as unidades de ensino médio e educação profissional.

O cronograma será concluído com a volta às unidades de ensino dos alunos de natureza especial, dos centros interescolares de línguas e dos centros de ensino especial, bem como outros atendimentos.

Protocolos

O governo do Distrito Federal estabeleceu protocolos de segurança para as aulas presenciais. É exigido distanciamento mínimo de 1,5 metro, além do uso de máscaras, e é recomendada a higienização das mãos com sabão ou álcool em gel. Segundo a Secretaria de Educação do DF, profissionais foram treinados e os ônibus serão higienizados diariamente.

As turmas vão ser reduzidas e divididas em duas, com metade acompanhando presencialmente e metade com atividades remotas. O tempo será diminuído de cinco horas para quatro horas. Conforme a secretaria, as tecnologias digitais continuarão sendo utilizadas para complementar as aulas.

Na entrada das escolas será evitado o uso de catraca e haverá a aferição de temperatura dos estudantes. Os espaços físicos serão readequados para garantir o distanciamento mínimo e haverá sinalização da capacidade máxima. Janelas e portas ficarão abertas para permitir ventilação.

Caso um aluno ou profissional apresente sintomas, deve comunicar à gestão da escola a situação. A pessoa será encaminhada para isolamento e haverá notificação aos responsáveis e à unidade de saúde da localidade.

Professores

Em seu site, a secretaria informa que os professores foram vacinados, “a grande maioria com a vacina da Janssen, que é de dose única”. Os que tomaram outros imunizantes foram convidados a comparecer aos postos nos últimos dias. Contudo, o órgão não informa qual o percentual de docentes imunizados.

Em assembleia no dia 30 de julho, os professores e orientadores educacionais do Distrito Federal aprovaram indicativo de greve e um calendário de mobilização. O Sindicato dos Professores (Sinpro-DF) fará fiscalizações nas escolas e reunião com representantes sindicais e gestores. No dia 11 de agosto está prevista nova assembleia para avaliar a situação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Caio Bonfim termina a marcha atlética de 20km na 13ª posição em Tóquio

06:40 | Ago. 05, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nesta quinta-feira, Caio Bonfim foi o melhor brasileiro na marcha atlética de 20km nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O atleta conseguiu se recuperar na metade final da prova e terminou na 13ª colocação, com o tempo de 1:23:21.

A medalha de ouro foi conquistada pelo italiano Massimo Stano, que terminou a prova em 1:21:05. A prata ficou para o japonês Koki Ikeda e o bronze para o também japonês Toshikazu Yamanish.

Além de Caio, o Brasil também esteve representado por Lucas Mazzo e Matheus Correa. Enquanto o primeiro abandonou a prova por questões físicas, o segundo terminou na 46ª colocação, com o tempo de 1:31:47.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Trabalhadores nascidos em abril podem sacar auxílio emergencial

Economia
06:05 | Ago. 05, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em abril podem sacar, a partir de hoje (5) a quarta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 21 de julho.

Os recursos também podem ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O saque originalmente estava previsto para ocorrer em 23 de agosto, mas foi antecipado em quase três semanas por decisão da Caixa. Segundo o banco, a adaptação dos sistemas tecnológicos e dos beneficiários ao sistema de pagamento do auxílio emergencial permitiu o adiantamento do calendário.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Calendário com as datas dos saques da quarta parcela do auxílio emergencial.

 

Regras

Pelas regras estabelecidas, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

O programa se encerraria com a quarta parcela, depositada em julho e sacada em agosto, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para o benefício.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

* Colaborou Andreia Verdélio

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags