PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Betis marca aos 45 do segundo tempo e vence Getafe fora de casa

Encerrando a 30ª rodada do Campeonato Espanhol, o Getafe recebeu no Estádio Coliseum Alfonso Pérez o Betis e, com um pênalti desperdiçado no segundo tempo e um gol marcado aos 45 do segundo tempo, sofreu um duro revés , perdendo por 1 a 0. Com o resultado, o Betis vai a 46 pontos e iguala [?]

18:00 | 02/04/2018

Encerrando a 30ª rodada do Campeonato Espanhol, o Getafe recebeu no Estádio Coliseum Alfonso Pérez o Betis e, com um pênalti desperdiçado no segundo tempo e um gol marcado aos 45 do segundo tempo, sofreu um duro revés , perdendo por 1 a 0. Com o resultado, o Betis vai a 46 pontos e iguala a pontuação do Sevilla, sexto colocado. O Getafe, por sua vez, fica com 39 pontos e permanece na 11ª posição.

O Getafe volta a campo neste sábado, quando encara fora de casa o Alavés, às 8h (de Brasília). No mesmo dia, mais tarde, às 13h30 (de Brasília), o Betis recebe no Benito Villamarín a equipe do Eibar.

O primeiro tempo foi bastante parelho, com ambas as equipes se mantendo fieis aos seus estilos de jogo. O Betis explorou mais a troca de bola, enquanto os anfitriões eram mais diretos e agressivos. No entanto, nenhum dos times conseguiu furar a meta adversária, apesar de um gol anulado aos 42 minutos.

A segunda etapa começou mais agitada e o destaque foi um pênalti perdido aos 21 minutos pelo Getafe. Depois disso, poucas chances de gol para ambos os lados, até que aos 45 minutos, a história do jogo mudou. Sergio Leon marcou e conseguiu arrancar o triunfo fora de casa.

O JOGO

A primeira oportunidade criada na partida foi da equipe visitante, mas não tinha ninguém na pequena área para arrematar a jogada e abrir o placar. O Getafe respondeu logo em seguida com Ángel na velocidade. O atacante chutou de direita, porém nas mão do goleiro Adán.

Com nove jogados, a equipe da casa teve mais uma chance, novamente com Ángel. O camisa nove pegou rebote dentro da área e disparou uma bomba, mas o chute cruzado acabou saindo, passando perto da trave. O Betis não conseguia reagir, parando nas linhas altas impostas pelos adversários. Aos 30, mais uma chance desperdiçada pelo Getafe. Fajr cobrou falta e Cabrera cabeceou para fora, por muito pouco.

Ao fim da primeira etapa, os visitantes começaram a se sentir mais a vontade em campo, apesar de conseguirem encontrar muitos espaços. Aos 42, porém, o Getafe chegou de novo com Ángel, que mandou para o fundo das redes, mas foi pego em impedimento e o gol foi anulado. Dois minutos depois, o Betis respondeu com uma grande jogada de Boudebouz, que obrigou o goleiro Gaita a fazer uma bela defesa, mandando o placar empatado para o intervalo.

A segunda etapa começou um pouco morna, mais foi ficando agitada no decorrer do tempo, com o Betis bem mais solto em campo. Apesar da mudança de comportamento dos visitantes, a principal chance foi do Getafe. Aos 21 minutos, Amat cortou na área com a mão e o árbitro apitou a penalidade máxima. Portillo mandou a cobrança no canto esquerdo, mas Adán estava lá para salvar o gol.  O atacante ainda tentou marcar no rebote, mas parou em mais grande defesa do goleiro.

Quase dez minutos depois, mais uma oportunidade para o Getafe.  Antunes mandou bela cobrança de falta, mas acertou a trave esquerda. Depois disso, o jogo esfriou ligeiramente, mas o final foi alucinante. Aos 45 do segundo tempo, Sergio Leon finalmente abriu o placar. Após um corte preciso para trás de Barragan, Leon ficou na cara do gol e estufou com facilidade a rede do goleiro Adán, que nada pôde fazer: 1 a 0.

Um minuto depois, muita polêmica em campo, depois de Jorge Molina, do Getafe ter um gol invalidado por impedimento, que decretou o triunfo do Betis.

Gazeta Esportiva

TAGS