PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Piqué revela ter criado grupo de Whatsapp com jogadores de Barça e Real

A rivalidade entre Barcelona e Real Madrid fica por conta apenas das torcidas e dos meios de comunicação. Entre os jogadores, como garante Gerard Piqué, o clima é amigável. Em entrevista ao The Players Tribune, o zagueiro do time catalão revelou inclusive ter criado um grupo de Whatsapp com atletas da seleção espanhola que atuam [?]

14:15 | 22/03/2018

A rivalidade entre Barcelona e Real Madrid fica por conta apenas das torcidas e dos meios de comunicação. Entre os jogadores, como garante Gerard Piqué, o clima é amigável. Em entrevista ao The Players Tribune, o zagueiro do time catalão revelou inclusive ter criado um grupo de Whatsapp com atletas da seleção espanhola que atuam pelas duas equipes,

?Há pouco tempo, quando estávamos oito ou nove pontos à frente do Real Madrid no Campeonato Espanhol, criei um grupo muito especial com alguns dos jogadores com quem jogo na seleção espanhola. Se você só lê o que a imprensa diz, vai pensar que odiamos uns aos outros. Mas, na verdade, nos damos bem?, contou o defensor.

Nem mesmo a relação amistosa que levam os atletas de Barça e Real isenta o grupo das provocações. Com bom humor, Piqué admitiu que elas existem, dando detalhes sobre as mensagens enviadas entre os jogadores.

?Só falamos besteiras! Somos como crianças. É muito engraçado, ainda mais para mim, agora que o Barça leva uma vantagem de 15 pontos. Estou sendo bastante criativo em minhas respostas. Na última temporada, quando eles ganharam tudo, estavam se sentindo ótimos e ficavam cheios de gracinha nos treinos da seleção?, revelou. ?Toda vez que ganhavam uma partida postavam uma foto no Instagram, sem camisa e com músculos contraídos, com uma legenda cheia de troféus e um #halamadrid. Agora, as fotos são mais sombrias. Sempre pergunto porque estão tão sérios?, completou.

Piqué tem a chance de provocar seus ?rivais? pessoalmente, já que se encontra em período de concentração com a Espanha para os amistosos desta sexta, contra Alemanha, e da próxima terça-feira, contra Argentina. Por fim, o zagueiro explica como conciliar a relação que levam na seleção e toda a rivalidade que envolve os clubes.

?Eu posso fazer brincadeiras com esses caras porque são meus irmãos de seleção espanhola. Podemos odiar ao outro clube, mas jogamos pelo mesmo país, temos o mesmo sonho e é algo de que tenho muito orgulho?, finalizou.

 

Gazeta Esportiva

TAGS