PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Liziero se emociona com gritos da torcida e Morumbi cheio

Logo no começo de seu trabalho à frente do São Paulo, Diego Aguirre já teve de se reinventar diante de tantos desfalques. Contra o Corinthians, por exemplo, foram nada menos que sete jogadores fora de ação por motivos diversos. A situação complicadora, porém, acabou oportunizando a entrada de Liziero no time. Jovem de 20 anos, [?]

08:15 | 26/03/2018

Logo no começo de seu trabalho à frente do São Paulo, Diego Aguirre já teve de se reinventar diante de tantos desfalques. Contra o Corinthians, por exemplo, foram nada menos que sete jogadores fora de ação por motivos diversos. A situação complicadora, porém, acabou oportunizando a entrada de Liziero no time.

Jovem de 20 anos, destaque nas categorias de base do clube e membro do grupo profissional apenas desde 9 de março, o polivalente jogador conta com a admiração de André Jardine, seu ex-treinador na base e agora auxiliar do comandante uruguaio, para ganhar espaço entre atletas já consolidados e mais experientes.

Nesse domingo, Liziero recebeu sua segunda chance seguida como titular, e agradou. A promessa tricolor deixou a partida no segundo tempo por causa de câimbras na panturrilha e se emocionou com o reconhecimento do torcedor enquanto o carro da maca dava a volta no campo para o levar ao banco de reservas.

?Não consigo nem explicar. Na hora que estavam gritando ?Liziero?, eu pensei: ?será que é Liziero mesmo que estão gritando??. E tinha 43 mil pessoas, né? (42.830 mais precisamente). Jogo mais lotado que eu já joguei. Nunca tinha jogado para um público assim, e fico feliz pelo reconhecimento da torcida?, revelou o jogador, que deve ser titular de novo na quarta-feira.

?Eu estava de férias, estou há duas semanas no profissional, estou sentido a parte física ainda, mas está todo mundo me dá tranquilidade e respaldo para eu fazer o que eu gosto de fazer. Acho que fui bem na partida e ajudei o time a ter uma vantagem para o próximo jogo?, avaliou o próprio atleta, talvez em sua primeira entrevista com tantos microfones a sua frente.

Além do bom futebol apresentado, Liziero vai se aproveitando das ausências de Valdívia, Hudson e Cueva para mostrar serviço a Diego Aguirre, que apresar de pedir calma, não escondeu sua satisfação com o que viu em campo.

?Ajudou muito. É um menino que jogou bem, tem que continuar demonstrando, aproveitando as oportunidades para ser titular. Mas, titular absoluto não tem ninguém. Valorizo muito o que ele contribuiu com o time, equilíbrio defensivo, personalidade, jogou também ofensivamente muito bem?, avaliou o técnico uruguaio.

 

Gazeta Esportiva

TAGS