PUBLICIDADE
Futebol

Jardine projeta parceria com Aguirre no São Paulo: ?Vai ser fantástico?

Trabalhando como técnico interino do São Paulo, André Jardine deixou boa impressão para torcida e diretoria após as vitórias sobre Red Bull Brasil (3 a 1) e CRB-AL (3 a 0). Foram seis gols marcados e apenas um sofrido, além de duas atuações consistentes, algo que não vinha ocorrendo com o time sob o comando [?]

08:15 | 15/03/2018

Trabalhando como técnico interino do São Paulo, André Jardine deixou boa impressão para torcida e diretoria após as vitórias sobre Red Bull Brasil (3 a 1) e CRB-AL (3 a 0). Foram seis gols marcados e apenas um sofrido, além de duas atuações consistentes, algo que não vinha ocorrendo com o time sob o comando de Dorival Júnior nesta temporada.

Com Diego Aguirre perto de obter seu visto de trabalho no Brasil, o ex-treinador do time sub-20 do Tricolor estará como auxiliar no duelo com o São Caetano, neste sábado, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Ansioso para ganhar em aprendizado, Jardine já projeta a sua parceria com o uruguaio contratado até o fim do ano.

?Vai ser fantástico, porque o Diego tem uma experiência muito grande, e eu estou começando agora no profissional. Será muito legal entender como funciona e absorver. As informações sobre a metodologia utilizada por ele e comissão são as melhores. Estou ansioso e motivado para este período de aprendizado?, afirmou Jardine, em coletiva de imprensa, após o triunfo sobre o CRB, na última quarta-feira, em Maceió.

Alinhado com o pensamento de Aguirre, o gaúcho de 38 anos não promete um futebol bonito, mas garante que a equipe terá, em campo, a atitude solicitada pelo novo treinador. ?É o momento de todos se ajudarem para que as coisas funcionem. Nem sempre o São Paulo vai dar espetáculo, mas vamos focar a partir de agora em sermos muito competitivos e focar em vencer os jogos?, avaliou o auxiliar.

Em sua entrevista, Jardine deixou claro que alguns métodos de trabalho de Aguirre, como fazer rodízio entre os jogadores e dar oportunidades aos jovens da base, já estão sendo implantados no clube. Contra Red Bull e CRB, por exemplo, seis mudanças foram feitas entre um jogo e outro, além da utilização de garotos como Pedro Augusto, Caíque, Lucas Fernandes e Brenner.

?A gente tinha essa ideia de oportunizar boa parte do grupo nesses dois jogos. E eles conseguiram mostrar o seu potencial, mostrar que o grupo é forte e que temos várias alternativas. A partir de agora, vai ter uma competitividade interna grande, leal?, previu Jardine, que continuou.

?O terceiro gol oportunizou colocar os meninos em situação favorável. Entendi que era o momento certo para dar mais minutos ao Lucas (Fernandes). Ele é uma joia que o São Paulo, sei do potencial dele porque conquistamos muitos títulos juntos. E o Brenner, por merecimento, precisava jogar para mostrar o seu potencial para o Aguirre?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS