PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Denúncia anônima pode colocar partida do Porto sob investigação

Nesta quarta-feira, deu entrada na Procuradoria Geral da República de Portugal uma denúncia anônima, a qual indica que pessoas ligadas ao Estoril teriam recebido dinheiro de um dirigente do Porto para entregarem a partida. As equipes se enfrentaram no dia 15 de janeiro, mas problemas na estrutura do Estádio António Coimbra da Mota interromperam o [?]

15:00 | 01/03/2018

Nesta quarta-feira, deu entrada na Procuradoria Geral da República de Portugal uma denúncia anônima, a qual indica que pessoas ligadas ao Estoril teriam recebido dinheiro de um dirigente do Porto para entregarem a partida. As equipes se enfrentaram no dia 15 de janeiro, mas problemas na estrutura do Estádio António Coimbra da Mota interromperam o jogo no intervalo com o placar em 1 a 0 para o Estoril. Após mais de um mês, em 21 de fevereiro, a partida teve sua continuação e, em apenas 45 minutos, o Porto virou para 3 a 1.

De acordo com o portal A BOLA, a alegação diz que houve um suposto encontro entre uma pessoa ligada a Traffic, empresa dona e administradora do Estoril, um empresário e um cartola do Porto. Coincidentemente, o dirigente portista denunciado esteve hospedado em um hotel de Lisboa no dia 20 de fevereiro, véspera da continuação do jogo. A queixa ainda diz que houve uma transferência de 730 mil euros (cerca de R$ 2,9 milhões) para a conta do Estoril no dia 27 de fevereiro, dias depois do fim da partida.

O Ministério Público do país irá examinar os fatos ditos e se encontrar consistência, instaurará um processo criminal. O Porto é o líder do Campeonato Português com 64 pontos, cinco a mais que Benfica e Sporting. Já o Estoril é o 16º colocado com 21 pontos, um mais que o Feirense, primeiro time na zona de rebaixamento.

Gazeta Esportiva

TAGS