PUBLICIDADE
Futebol

Atlético-PR goleia o Maringá e garante vaga na final da Taça Caio Júnior

Melhor campanha geral do Campeonato Paranaense no geral e líder do grupo A da Taça Caio Júnior, o Atlético-PR recebeu o Maringá, vice-líder da chave B, na Arena da Baixada, em partida válida pela semifinal do segundo turno. O primeiro tempo foi equilibrado, porém, nos minutos finais, o lateral Renan Lodi abriu o placar. Na [?]

22:15 | 25/03/2018

Melhor campanha geral do Campeonato Paranaense no geral e líder do grupo A da Taça Caio Júnior, o Atlético-PR recebeu o Maringá, vice-líder da chave B, na Arena da Baixada, em partida válida pela semifinal do segundo turno. O primeiro tempo foi equilibrado, porém, nos minutos finais, o lateral Renan Lodi abriu o placar. Na segunda etapa, o Furacão deslanchou em marcar gols, e fechou a partida com um elástico 5 a 0. Marcinho e Ederson, ambos duas vezes, completaram o marcador.

Com o resultado, o Furacão enfrenta o Londrina, que eliminou o Paraná, na final do segundo turno do Paranaense. Em partida única, o Atlético-PR receberá o rival em sua casa, já que teve melhor campanha na fase classificatória. O embate está programado para esta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília).

O Jogo

O Maringá começou melhor e, logo aos dois minutos, Bruno Batata cruzou para Paulinho Moccelin marcar de cabeça, porém, o bandeira assinalou impedimento e o juiz anulou o gol. A resposta do Atlético-PR veio quatro minutos depois, quando Renan Lodi cruzou, Ederson desviou e Marcinho finalizou na trave.

Aos 8 minutos, Washigton chutou forte da entrada da área e obrigou Caio a fazer grande defesa. O troco do Furacão veio da mesma maneira: arremate de fora da área. Renan Lodi bateu para ótima defesa de Ednaldo. Aos 18, os visitantes chegaram novamente. Paulinho Moccelin desarmou Deivid, a bola sobrou para Washington finalizar mais uma vez, só que para fora.

Após a segunda metade da primeira etapa, o Atlético-PR cresceu de produção e começou a dominar a partida. Aos 38, o Furacão abriu o placar. Marcinho puxou o contra-ataque, tocou para Éderson, que cruzou para Renan Lodi completar para o fundo das redes. Com a desvantagem no placar, o Maringá foi para cima nos minutos finais do tempo inicial, e teve a chance do empate em finalização cruzada de Paulinho Moccelin, porém, o goleiro foi bem e espalmou.

Empurrado por sua torcida, o Atlético-PR começou melhor no segundo tempo. Logo aos quatro minutos, Renan Lodi fez boa jogada, tocou para João Pedro, que entrou na área e chutou na saída do goleiro, mas para fora. Depois de três minutos, o Furacão chegou de novo e, dessa vez, ampliou a vantagem. Em contra-ataque Éderson recebe na ponta direita e passar para Marcinho, que tirou o goleiro e empurrou para o fundo do gol.

Depois de sete minutos, Marcinho fez mais um. O atacante recebeu bola enfiada, driblou Ednaldo, novamente, e empurrou para o gol. Aos 21, Paulinho acertou Deivid sem bola e foi expulso. Bruno Batata, já substituído, reclamou do banco de reservas, e também recebeu cartão vermelho. Com um jogador a mais, o Atlético-PR seguiu em cima e ampliou com Ederson. Renan Lodi cruzou para o atacante chutar forte no ângulo. Aos 35, Ederson marcou mais um. Em outro cruzamento, o artilheiro mandou de letra para fazer o quinto do Furacão. Nos minutos finais, os mandantes apenas administraram e fecharam a partida em 5 a 0.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 5X0 MARINGÁ

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 25 de março de 2015, domingo

Horário: 20 horas (de Brasília)

Árbitro: Adriano Milczvski

Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Wesley Waldir Marmitt

Cartões amarelos: Alex Fraga, Egon, Danilo e Bruno Batata (Maringá). João Pedro, Renan Lodi e Yago (Atlético-PR)

Cartões vermelhos: Paulinho e Bruno Batata (Maringá)

Gols: Renan Lodi, aos 37 minutos do primeiro tempo, Marcinho, aos sete e 14 minutos do segundo tempo, e Ederson, aos 25 e 35 minutos do segundo tempo, para o Atlético-PR.

ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego, José Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães, Alex Sandro e João Pedro; Marcinho e Ederson.

Técnico: Tiago Nunes

MARINGÁ: Ednaldo, Danilo, Alex Fraga, Egon, Ícaro, Thiago Cristian; Everton, Washigton e Virgílio Borges; Paulinho Moccelin e Bruno Batata.

Técnico: Fernando Marchiori

 

Gazeta Esportiva

TAGS