PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Após problemas, Chelsea tem permissão para iniciar reforma do Stanford Bridge

O Chelsea finalmente ganhou sinal verde para iniciar as obras que reformarão seu estádio, o Stanford Bridge, ainda que elas não devam começar tão cedo. O time de Londres recebeu a autorização do Conselho de Hammersmith e Fulham, região da cidade onde o estádio se localiza, ainda em janeiro de 2017, porém, problemas com a vizinhança [?]

14:00 | 15/03/2018

O Chelsea finalmente ganhou sinal verde para iniciar as obras que reformarão seu estádio, o Stanford Bridge, ainda que elas não devam começar tão cedo. O time de Londres recebeu a autorização do Conselho de Hammersmith e Fulham, região da cidade onde o estádio se localiza, ainda em janeiro de 2017, porém, problemas com a vizinhança inviabilizaram o início da construção.

Em maio do ano passado, a família Crosthwaite entrou com uma liminar na Justiça alegando que a expansão das arquibancadas, de 41 para 60 mil assentos, bloquearia a entrada de luz em sua residência, que é vizinha à casa dos Blues. No entanto, como informa a BBC, o clube entrou em acordo com os vizinhos nesta quarta-feira e, enfim, poderá dar início às reformas.

A reconstrução do Stanford Bridge custará cerca de 1 bilhão de libras esterlinas aos cofres do Chelsea, um orçamento equivalente ao dobro do que se tinha planejado gastar inicialmente. Este fator provavelmente atrasará a reforma do estádio, que a princípio estava prevista para ser concluída ao final da temporada 2019/20. A partir do momento em que as obras começarem, o time deve passar a mandar seus jogos no Wembley, tal como o Tottenham está fazendo enquanto o White Hart Lane não fica pronto.

 

Gazeta Esportiva

TAGS