PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Wenger admite saída ?provável? de Sánchez rumo ao Manchester United

Os dias de Alexis Sánchez vestindo a camisa do Arsenal parecem estar acabando. Quem garante isso é o próprio treinador dos Gunners, Arsène Wenger. Durante sua entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, o treinador do clube nos últimos 22 anos admitiu que a transferência do atacante para o rival Manchester United é provável. ?Eu trabalho com [?]

09:15 | 18/01/2018

Os dias de Alexis Sánchez vestindo a camisa do Arsenal parecem estar acabando. Quem garante isso é o próprio treinador dos Gunners, Arsène Wenger. Durante sua entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, o treinador do clube nos últimos 22 anos admitiu que a transferência do atacante para o rival Manchester United é provável.

?Eu trabalho com transferências há 30 anos, então é provável que aconteça, mas em qualquer momento pode quebrar. É assim que funciona o mercado. Enquanto não estiver assinado você tem que aceitar que talvez não aconteça. Essas coisas não são garantidas?, avaliou o treinador.

Com o salário já acertado com a diretoria dos Diabos Vermelhos, o que separa o astro chileno do Manchester United é o acerto do meia Mkhitaryan com o Arsenal. Isso porque o jogador armênio, além de uma quantia financeira, seria utilizado como moeda de troca entre os clubes para que o negócio seja sacramentado. O meia inclusive foi pauta da entrevista coletiva do seu possível futuro comandante, que não poupou elogios ao jogador.

?É uma possibilidade porque eu gosto do jogador. Jogamos muitas vezes contra quando ele estava no Dortmund. Ele também aprecia a qualidade do nosso futebol. Os salários não seriam um problema?, comentou Wenger.

Com contrato até o meio do ano, a diretoria do Arsenal vê essa janela como a última chance de garantir algum retorno financeiro com Alexis Sánchez, isso porque o atleta estará livre no mercado no meio do ano. Além do United, o Manchester City também teve o nome do chileno ligado ao clube, no entanto os altos valores oferecidos pelo time vermelho teriam seduzido mais o jogador.

Gazeta Esportiva

TAGS