PUBLICIDADE
Futebol

Com pior início desde 2010, São Paulo revê planejamento no Paulista

Com apenas um ponto ganho, após a derrota por 2 a 0 para o São Bento e o empate sem gols diante do Novorizontino, o São Paulo teve o seu pior início no Campeonato Paulista desde 2010. Já pressionado pela torcida em 2018, o Tricolor está revendo o seu planejamento para este começo de temporada. [?]

07:15 | 22/01/2018

Com apenas um ponto ganho, após a derrota por 2 a 0 para o São Bento e o empate sem gols diante do Novorizontino, o São Paulo teve o seu pior início no Campeonato Paulista desde 2010. Já pressionado pela torcida em 2018, o Tricolor está revendo o seu planejamento para este começo de temporada.

Com duas equipes formadas, a ideia inicial da comissão técnica era alterná-las durante o começo do Estadual em função da curta pré-temporada. O rodízio, no entanto, pode ser impugnado na expectativa de os titulares conquistarem logo a primeira vitória do time no ano.

?Não sei (se vou mudar o planejamento). Tento ser consciente de saber que temos alternâncias em razão de muitos aspectos. Já imaginava que pudesse acontecer, que poderia ser alterado dentro de uma necessidade. Temos de ter calma, ver a reação de cada jogador, vamos recebê-los na segunda e ver as condições, porque teremos uma sequência difícil e preciso de um time fisicamente capaz de aguentar cada partida?, afirmou o técnico Dorival Júnior.

Soma-se a isso o fato de o clássico contra o arquirrival Corinthians estar se aproximando. O Majestoso está marcado para este sábado, no Pacaembu, com mando alvinegro, e será antecedido apenas pelo duelo com o Mirassol, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), fora de casa.

?De repente, fugindo do planejamento, mesclando ou voltando com a equipe titular para a terceira partida. Dificuldades naturais para quem precisa de condicionamento e conjunto, como todos enfrentarão. A maioria terá dificuldades, todas as equipes grandes que jogaram a Série A terão dificuldades. Temos de conviver, trabalhar e enfrentar para sanar?, acrescentou.

A tendência, portanto, é que Dorival escale força máxima para a partida em Mirassol. Há a possibilidade, inclusive, de Diego Souza e Cueva, que já tiveram suas estreias no ano antecipadas, começarem entre os titulares, uma vez que a torcida já deu sinais de impaciência neste início de temporada.

Com apenas um ponto ganho, após a derrota por 2 a 0 para o São Bento e o empate sem gols diante do Novorizontino, o São Paulo ocupa o terceiro lugar do Grupo B do Campeonato Paulista e hoje estaria fora das quartas de final.

?Não temos de dar desculpa, temos de enfrentar a situação. Sabemos que temos de melhorar. É pouco tempo de trabalho para todos que voltaram mais tarde. Teremos dificuldade no início, mas precisamos ter paciência para passar por esse momento e procurar melhoras para evoluir?, concluiu Dorival Júnior.

Gazeta Esportiva

TAGS