PUBLICIDADE
Futebol

Ainda sem vencer, Marcos Guilherme nega Tricolor como ?quarta força?

Marcos Guilherme terminou 2017 como titular do ataque são-paulino. Autor de um dos gols mais bonitos do time na última temporada, no clássico contra o Santos, no Pacaembu, o jogador vê a equipe que se livrou do rebaixamento na edição passada do Campeonato Brasileiro voltar a conviver com a pressão e críticas, ainda que precocemente. Justamente [?]

17:45 | 22/01/2018

Marcos Guilherme terminou 2017 como titular do ataque são-paulino. Autor de um dos gols mais bonitos do time na última temporada, no clássico contra o Santos, no Pacaembu, o jogador vê a equipe que se livrou do rebaixamento na edição passada do Campeonato Brasileiro voltar a conviver com a pressão e críticas, ainda que precocemente. Justamente por isso, ele planeja conquistar logo os três pontos e para isso evita, inclusive, categorizar o Tricolor como a tal da ?quarta força? do estado.

?Eu creio que não existe isso de quarta força. Claro que algumas equipes se reforçaram mais do que as outras, mas futebol se decide dentro de campo. Hoje o futebol está muito equilibrado. Nem sempre o time com maior poder aquisitivo vence?, afirmou Marcos Guilherme.

Após estrear com derrota para o São Bento, o São Paulo voltou a decepcionar sua torcida no último sábado, ao não conseguir superar o Novorizontino em casa e ter de se conformar com o empate sem gols. Terceiro colocado do Grupo B, atrás de Ponte Preta e Santo André, o Tricolor precisa reagir rápido, embora o curto período para a pré-temporada e a ausência de Hernanes atrapalhe o desempenho do elenco.

?Entrosamento é uma questão que, com certeza, atrapalha bastante. Com o Hernanes treinávamos muitas bolas que ele enfiava ali no espaço vazio, com o Cueva também. São 20 dias que a equipe está trabalhando, nesse jogou [contra o Novorizontino] faltou sermos decisivos na bola final. Mas já passou, vimos o vídeo do jogo, aprendemos com os erros?, prosseguiu.

O ruim início no Paulistão prejudica ainda mais o clube por conta de seu longo jejum sem conquistar o torneio. A última vez que o Tricolor acabou se sagrando campeão estadual foi em 2005. Caso não erga o troféu em 2018, será o maior período da história do São Paulo sem vencer a competição regional. Por ser torcedor são-paulino desde a infância, Marcos Guilherme não esconde o incômodo.

?O São Paulo é conhecido como um clube muito vencedor, de referência não só nacional, mas também mundial. Esse período sem levantar títulos abala todo o mundo, mas nós, jogadores, não podemos entrar nessa onda, porque só nós vamos poder mudar isso. Temos essa responsabilidade e sabemos do peso que é vestir essa camisa. Quanto antes dermos o nosso melhor, evoluirmos, vamos poder colocar o São Paulo onde merece, sendo campeão como nos anos anteriores?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS