PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Mourinho critica arbitragem e aponta fim do campeonato após derrota

Jogando em casa, com uma invencibilidade de 40 jogos em casa e um rival que briga direto pelo título do Campeonato Inglês. Esse era o cenário para José Mourinho e o Manchester United colocarem um tempero a mais na competição e reabrir uma disputa que parece cada vez menos atrativa na briga pela taça. Após [?]

17:45 | 10/12/2017

Jogando em casa, com uma invencibilidade de 40 jogos em casa e um rival que briga direto pelo título do Campeonato Inglês. Esse era o cenário para José Mourinho e o Manchester United colocarem um tempero a mais na competição e reabrir uma disputa que parece cada vez menos atrativa na briga pela taça. Após a derrota para o City por 2 a 1, o treinador português reconheceu a superioridade do rival, lamentou os gols sofridos, colocou a disputa em xeque e não poupou a arbitragem de críticas.

?Acredito que o City teve o controle durante a maior parte do jogo, mas quando se fala de um time que joga como eles todos pensam em gols bonitos, trabalhados. Porém, o que se viu hoje foram dois tentos vergonhosos, um de escanteio e outro em um rebote de um erro nosso. Todos vão falar que foram muito bem, mas só marcaram nos nossos vacilos. Também não podemos esquecer que os momentos chaves foram as defesas do Ederson e o pênalti não marcado para o nosso time?, disse Mourinho.

Conhecido pelas críticas à arbitragem, o treinador do Manchester United manteve o discurso após o clássico. Já na reta final, Ander Herrera foi derrubado por Otamendi dentro da área e o português comparou o lance com outra penalidade não marcada, no duelo da temporada passada, para disparar contra Michael Oliver.

?Foi um lance igual ao do ano passado, exatamente a mesma coisa. Tivemos um pênalti em um momento crucial do jogo que não foi marcado. O árbitro (Michael Oliver) vinha bem, mas pecou nesse lance, assim como Clattenburg errou na temporada passada, quando não assinalou a falta de Claudio Bravo em Rooney. Era um possível 2 a 2 restando cerca de 20 minutos e as circunstâncias seriam outras?, ressaltou o comandante.

Com o revés deste domingo, o Manchester City abriu 11 pontos de diferença para o rival local. Para o treinador dos Red Devils, as chances de conquistar o título estão ficando pelo caminho e a situação é cada vez mais delicada. ?Não sei dizer se o campeonato acabou, mas o City está jogando bem, possui um grande time. Além de estarem sendo protegidos pela sorte e pelas decisões ao seu favor, o que faz as esperanças diminuírem. Terça tem um novo jogo e vamos tentar os pontos para no fim vermos o que será necessário?, finalizou José Mourinho

Gazeta Esportiva

TAGS