PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Petraglia defende investimos do Furacão, mas admite que ano não foi bom

O presidente do Conselho Deliberativo do Atlético Paranaense, Mário Celso Petraglia, convocou entrevista para fazer um balanço da atual gestão e do futebol rubro-negro, além de responder a algumas questões políticas em relação ao clube. O dirigente garante que todo esforço possível foi feito para montar uma equipe competitiva, com o maior investimento dos últimos [?]

21:15 | 29/11/2017

O presidente do Conselho Deliberativo do Atlético Paranaense, Mário Celso Petraglia, convocou entrevista para fazer um balanço da atual gestão e do futebol rubro-negro, além de responder a algumas questões políticas em relação ao clube. O dirigente garante que todo esforço possível foi feito para montar uma equipe competitiva, com o maior investimento dos últimos anos e com projeção de melhorar aumentar mais.

?Este ano foi o que mais investimos em futebol, porque está nos sobrando um pouco mais de caixa para que possamos investir. Em 2018 será um pouco melhor e assim para frente. Em 2019, será ainda melhor porque estamos em melhoria substancial dos recursos de televisão?, projetou o dirigente, que, no entanto, não definiu o futuro nem de Paulo Autuori como diretor nem do goleiro Weverton, duas incógnitas. ?Vamos decidir isso?, despistou.

O presidente rubro-negro ainda ponderou sobre a questão da troca de treinadores, fator que poderia ter atrapalhado os planos na temporada ?O problema de técnicos é cultural, o Atlético não é mais nem menos que os demais clubes. Uma competição difícil, não há como mudar 11, então muda-se o técnico. Realmente se for fazer uma avaliação do nosso futebol não foi legal, não foi bom, esperávamos muito mais?, analisou.

Outro assunto polêmico que vê ser tratado em breve é o gramado artificial, já que o clube ainda tenta a manutenção de seu uso para as próximas temporadas, mesmo com a negativa do arbitral da CBF. ?O caso da grama é uma questão de mercado. Existe uma guerra entre as empresas de grama natural com as empresas da tecnologia. O Atlético Paranaense vai enfrentar esta situação no próximo arbitral, que terá poderes dos clubes que estarão na Primeira Divisão.?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS