PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Petros se retrata por declaração dada após empate com o Corinthians

Desde que chegou ao São Paulo, Petros se tornou em um dos porta-vozes da equipe. Frequentemente o volante é visto dando entrevistas, mas nem por isso as declarações de Petros são amis suaves. Depois do empate contra o Corinthians, na 25ª rodada, por exemplo, o camisa 6 não escondeu sua irritação pelo placar final e [?]

19:15 | 16/10/2017

Desde que chegou ao São Paulo, Petros se tornou em um dos porta-vozes da equipe. Frequentemente o volante é visto dando entrevistas, mas nem por isso as declarações de Petros são amis suaves. Depois do empate contra o Corinthians, na 25ª rodada, por exemplo, o camisa 6 não escondeu sua irritação pelo placar final e chegou a afirmar que o Tricolor ?deu uma aula? no líder do Campeonato Brasileiro. Demorou, mas nessa segunda Petros pediu para se retratar.

?Aproveitar e me retratar porque acho que exagerei um pouco, talvez pelo calor do jogo, pela pressão, por ser a primeira vez que enfrentei o Corinthians. Aproveitar a oportunidade, porque não estamos em condição de dar aula a ninguém. Mas talvez tenha sido o calor do jogo, e eu sair chateado pelos lances e o que tinha acontecido no jogo. Mesmo ficando velho, vamos aprendendo a falar na beira do campo. Vocês (imprensa) são fogo. Aproveitar e pedir desculpa se isso ofendeu alguém. Quis falar que, no meu ponto de vista, tínhamos jogado melhor que o adversário. A aula de futebol é que somos seres-humanos, um clássico, às 11 da manhã, o coração e a cabeça se misturam e você não consegue falar só com a razão?, disse o jogador, ao Sportv.

Petros também aproveitou para explicar a ?comemoração de título? depois da equipe superar o Vitória em Salvador. Na ocasião, jogadores chegaram a subir nos alambrados para festejar com a torcida no estádio Barradão, no entanto, logo na sequência da competição o time regressou à zona de rebaixamento.

?A comemoração foi mais de alívio, principalmente pelas semanas anteriores àquela partida, a pressão que a gente vinha sofrendo, não tem sido fácil. É muito difícil de trabalhar assim, mas talvez tenha sido mais pela pressão, porque a gente tem conversado e trabalhado esse lado, pela loucura que é esse campeonato. O jogo que você acha que vai ganhar você perde, o jogo que você se prepara mais porque é muito difícil, você acaba conseguindo vencer. Não foi euforia, mas pelo alivio de vencer fora de casa e um rival direto?, explicou.

Agora, segundo o volante, o elenco tricolor adquiriu uma experiência diferente, tem a cabeça mais preparada para lidar com as adversidades e isso ficou provado na vitória de virada em cima do Atlético-PR, no sábado.

?No jogo contra o atlético-MG a gente não mereceu a vitória em momento nenhum, mas contra o atlético-PR a gente trabalhou bem a bola, teve um domínio maior e sabíamos que estávamos jogando bem. Aí você inicia o segundo tempo e toma um gol. Que bom que a gente teve essa maturidade de continuar com a mesma intensidade, com a mesma maturidade. Essa foi a chave principal ou fator fundamental para essa vitória?, comentou.

Apesar de não ter treinado nesta segunda por causa de uma lesão na coxa esquerda, Petros deve começar o confronto diante do Fluminense, quarta-feira, no Maracanã, entre os titulares.

Gazeta Esportiva

TAGS