PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Miranda incentiva Thiago Silva após convencer ao lado de Marquinhos

O zagueiro Miranda voltará a iniciar uma partida ao lado do parceiro com quem se acostumou a jogar sob o comando de Tite na Seleção Brasileira. No empate por 0 a 0 com a Bolívia, na rodada passada das Eliminatórias, o técnico resolveu testar o experiente Thiago Silva como titular ? o jogador se contundiu [?]

21:30 | 08/10/2017

O zagueiro Miranda voltará a iniciar uma partida ao lado do parceiro com quem se acostumou a jogar sob o comando de Tite na Seleção Brasileira. No empate por 0 a 0 com a Bolívia, na rodada passada das Eliminatórias, o técnico resolveu testar o experiente Thiago Silva como titular ? o jogador se contundiu ainda no primeiro tempo e abriu brecha para o retorno de Marquinhos, seu companheiro de Paris Saint-Germain, escalado para enfrentar o Chile nesta terça-feira, no Palestra Itália.

?Seleção Brasileira é momento e oportunidade. Cada um tenta aproveitar da melhor forma possível. O Marquinhos e eu jogamos bem e, por isso, tivemos uma sequência. Só que o Thiago, por seu talento e capacidade, terá uma nova oportunidade e também jogará bem?, incentivou Miranda.

Hoje, contudo, o titular do Brasil é Marquinhos. Contra o Chile, no compromisso derradeiro das Eliminatórias, ele terá mais uma chance para provar a Tite que é o homem certo para formar dupla com Miranda na Copa do Muno do próximo ano. Na reserva, estarão Jemerson, do francês Monaco, e Rodrigo Caio, do São Paulo.

?Os zagueiros da Copa ainda não estão definidos. Todos devemos continuar demonstrando valor nos nossos clubes e na Seleção?, avisou Miranda, negando que até a sua titularidade esteja garantida.

Para seguir bem cotado, Thiago Silva optou por continuar concentrado com a Seleção Brasileira, mesmo tendo sido cortado em função da lesão muscular na coxa direita que sofreu na quinta-feira. O jogador conta com a admiração de Tite, que já o elogiava nos tempos de Corinthians, mas ficou com a imagem arranhada no último Mundial.

Na Copa do Mundo disputada em casa, Thiago Silva foi o capitão do Brasil e teve alguns momentos de instabilidade emocional. Ele não participou da vexatória goleada por 7 a 1 para a Alemanha, nas semifinais, porque cumpria suspensão.

Com Tite, ainda não há um capitão definido. O treinador manteve a prática da época do Corinthians, de promover um rodízio da braçadeira. ?É melhor ter vários líderes do que um só. A transferência da faixa é boa para isso amadurecer. Assim, no momento de dificuldade, vários jogadores chamarão a responsabilidade?, comentou Miranda.

Gazeta Esportiva

TAGS