PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Lucho vê semelhanças do momento com o Furacão de 2016

O Atlético Paranaense enfrenta na próxima quarta-feira o Atlético Goianiense, de olho em colocar novamente no G6 do Campeonato Brasileiro. O meia Lucho González, que deve ser uma das novidades do time para a partida, fez um paralelo entre a atual situação do Furacão e o ano de 2016, quando o time conseguiu ao final [?]

00:30 | 07/10/2017

O Atlético Paranaense enfrenta na próxima quarta-feira o Atlético Goianiense, de olho em colocar novamente no G6 do Campeonato Brasileiro. O meia Lucho González, que deve ser uma das novidades do time para a partida, fez um paralelo entre a atual situação do Furacão e o ano de 2016, quando o time conseguiu ao final da competição sua vaga na Libertadores da América.

?Assim como no ano passado, quando cheguei, estamos brigando por uma vaga na Libertadores. Está difícil também, com vários times brigando. É um pouco parecido com o mesmo momento de 2016, no período em que comecei a jogar?, disse o jogador, coloca como prioridade não perder mais em casa. ?Sabemos que não podemos mais perder pontos jogando em casa. Nesta temporada, melhoramos o desempenho fora de casa e precisamos vencer sempre como mandante?, completou.

Também comparando com a última temporada, o argentino vê a equipe mostrando as mesmas características, embora precise melhorar alguns aspectos. ?É um time que, assim como no ano passado, domina os jogos e fica com a posse da bola, tentando ser protagonista. Mas podemos melhorar ainda mais nestes últimos jogos?, avaliou.

Lucho alerta que o time goiano, apenar de estar na lanterna, tem tirado pontos importantes dos adversários e, por isso, nada está ganho. ?Em outros campeonatos, isso pode representar alguma coisa. Aqui no Brasil, já foi provado que qualquer time pode vencer o outro, independentemente da posição. Então, temos que estar preparados, focados e concentrados para vencer?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS