select ds_midia_link from midia where cd_midia = limit 1
Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Lucho vê semelhanças do momento com o Furacão de 2016

O Atlético Paranaense enfrenta na próxima quarta-feira o Atlético Goianiense, de olho em colocar novamente no G6 do Campeonato Brasileiro. O meia Lucho González, que deve ser uma das novidades do time para a partida, fez um paralelo entre a atual situação do Furacão e o ano de 2016, quando o time conseguiu ao final [?]
00:30 | Out. 07, 2017
Autor -
Foto do autor
- Autor
Tipo Notícia

O Atlético Paranaense enfrenta na próxima quarta-feira o Atlético Goianiense, de olho em colocar novamente no G6 do Campeonato Brasileiro. O meia Lucho González, que deve ser uma das novidades do time para a partida, fez um paralelo entre a atual situação do Furacão e o ano de 2016, quando o time conseguiu ao final da competição sua vaga na Libertadores da América.

?Assim como no ano passado, quando cheguei, estamos brigando por uma vaga na Libertadores. Está difícil também, com vários times brigando. É um pouco parecido com o mesmo momento de 2016, no período em que comecei a jogar?, disse o jogador, coloca como prioridade não perder mais em casa. ?Sabemos que não podemos mais perder pontos jogando em casa. Nesta temporada, melhoramos o desempenho fora de casa e precisamos vencer sempre como mandante?, completou.

Também comparando com a última temporada, o argentino vê a equipe mostrando as mesmas características, embora precise melhorar alguns aspectos. ?É um time que, assim como no ano passado, domina os jogos e fica com a posse da bola, tentando ser protagonista. Mas podemos melhorar ainda mais nestes últimos jogos?, avaliou.

Lucho alerta que o time goiano, apenar de estar na lanterna, tem tirado pontos importantes dos adversários e, por isso, nada está ganho. ?Em outros campeonatos, isso pode representar alguma coisa. Aqui no Brasil, já foi provado que qualquer time pode vencer o outro, independentemente da posição. Então, temos que estar preparados, focados e concentrados para vencer?, finalizou.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Brasil perde para a Suécia no handebol feminino em Tóquio

DERROTA NO HANDEBOL
2021-07-31 06:50:36
Autor Gabriel Borges
Foto do autor
Gabriel Borges Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

A situação das atletas brasileiras do handebol feminino se complicou neste sábado, 31, após a segunda derrota seguida da equipe representante do Time Brasil, desta vez para as suecas, por 34 a 31, nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Em início de jogo tenso, o placar só foi aberto aos 3 minutos de partida. As Leoas mantiveram a vantagem apertada, obtendo sucesso e maior distância com a construção de jogadas rápidas. Mesmo conseguindo um placar de 13 a 9 aos 19 minutos, a Seleção Brasileira não conseguiu manter a vantagem por muito tempo. O Brasil acabou terminando o primeiro tempo perdendo de 13 a 15, depois de tomar seis gols seguidos das suecas.

Na segunda etapa, o Brasil voltou ainda sem concentração e assim ficou até a metade do segundo tempo, quando Babi entrou iniciou uma reação brasileira. Renata brilhou com boa defesa, arremessando para o gol sueco, levando o Brasil a encostar no placar, chegando ao empate aos 22 minutos. Aproveitando a desorganização do ataque brasileiro, as suecas abriram três gols de vantagem, faltando cinco minutos para o fim da partida, não dando tempo de reação ao time brasileiro.

Atualmente com um total de 3 pontos no Grupo B, a equipe brasileira ainda pode passar para as quartas de final, mesmo com a derrota. Apesar da melhora após um final de primeiro tempo bem abaixo do que as Leoas vinham fazendo em Tóquio, a segunda derrota da competição chegou. Neste domingo, 1, às 23h (de Brasília), a Seleção Brasileira enfrenta a França, atual vice-campeã olímpica, na última rodada.

O Brasil e a França estão empatados em pontos, ambos com 3, estando atrás da líder Suécia (7 pontos), do Comitê Olímpico Russo (5) e da Espanha (4). As Leoas ocupam a quarta colocação do grupo B, superando as francesas, por conta de um maior saldo de gols (-1 contra -3).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Olimpíadas de Tóquio: Número 1 do mundo, Djokovic perde disputa do bronze pelo torneio de simples

FORA DO PÓDIO
2021-07-31 06:35:00
Autor Gabriel Borges
Foto do autor
Gabriel Borges Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

O bronze conquistado na Olimpíada de Pequim 2008 segue sendo a única medalha olímpica conquistada por Novak Djokovic. O número um do mundo foi derrotado pelo espanhol Pablo Carreno Busta neste sábado, 31, no jogo que valia a disputa do terceiro lugar pelo torneio simples de tênis.

O espanhol bateu o sérvio por 2 sets a 1 (parciais de 6/4, 6/7 e 6/3), o que levou Pablo ao terceiro lugar. Ainda neste sábado, 31, o sérvio terá mais uma chance de deixar os Jogos de Tóquio com uma medalha. Djoko terá a decisão de mais um bronze, dessa vez, ao lado do parceiro Stojanovic. Os adversários dos sérvios serão a dupla australiana Barty/Peers.

Na disputa do simples, Djokovic era candidato ao ouro do tênis em Tóquio. Mas o sérvio acabou caindo na semifinal do torneio depois de tomar uma virada do alemão Alexander Zverev  (1/6, 6/3 e 6/1).

Sem o ouro nas Olimpíadas de Tóquio, o sérvio não conseguiu alcançar o "True Golden Slam", a marca seria registrada caso o número um do mundo conquistasse os cinco torneios mais importantes do tênis na temporada de 2021. O sérvio já havia triunfado em três dos cinco - Austrália Open, Roland Garros e Wimbledon. Faltavam para o objetivo do melhor tenista do mundo a medalha de ouro em Tóquio e o US Open, em setembro.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Olimpíada: Luisa Stefani e Laura Pigossi conquistam o bronze no tênis de duplas feminino

MEDALHA
2021-07-31 05:47:00
Autor Gabriel Borges
Foto do autor
Gabriel Borges Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

As brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi conquistaram o bronze na disputa do tênis de duplas feminino, após vencerem a disputa contra a dupla representante do Comitê Russo na Olimpíada de Tóquio 2020. Na madrugada deste sábado, 31, as brasileiras bateram as russas Elena Vesnina e Veronica Kudermetova por 2 sets a 1 após uma virada histórica (parciais de 4/6, 6/4 e 11/9).

A dupla brasileira perdeu o primeiro set por 4-6, mas se recuperou e venceu a segunda parcial por 6-4. No match tie-break, Laura e Luisa venceram por 12-9, após reverterem quatro match points a favor da dupla russa.

Com o resultado, Stefani e Pigossi fizeram a melhor campanha do Brasil na história do tênis olímpico. Até esta madrugada, a melhor campanha brasileira havia sido conquistada por Fernando Meligeni, nos jogos de Atlanta 1996, quando o brasileiro alcançou o quarto lugar na disputa masculina.

Luisa Stefani e Laura Pigossi possuem uma história peculiar nas Olimpíadas de Tóquio, a dupla só soube que jogaria os jogos oito dias antes da estreia.


Caminho das brasileiras em Tóquio:

- 2 a 0 contra Dabrowski e Fichman, do Canadá

- 2 a 1 contra Plíková e Vondrouová, da República Tcheca

- 2 a 1 contra Mattek-Sands e Pegula, dos Estados Unidos

- 0 a 2 contra Bencic e Golubic, da Suíça

- 2 a 1 contra Elena Vesnina e Veronica Kudermetova, do Comitê Russo

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Brasil perde para Holanda no judô por equipes mistas e vai para repescagem em Tóquio 2020

No tatame
2021-07-31 02:15:11
Autor Wanderson Trindade
Foto do autor
Wanderson Trindade Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Brasil perdeu nas quartas de final do judô por equipes mistas em Tóquio 2020. A derrota veio após confronto contra a Holanda. Nessa modalidade, os times de cada país são formados por homens e mulheres de diferentes pesos. Mesmo com a derrota, os brasileiros ainda disputarão a medalha de bronze na repescagem.

O placar foi de 5 vitórias para os holandeses contra 2 triunfos dos brasileiros.

A equipe brasileira é formada pelos atletas:

- Larissa Pimenta (-57 Kg)
- Daniel Cargnin (-73 Kg)
- Maria Portela (-70 Kg)
- Rafael Macedo (-90 Kg)
- Mayra Aguiar (+70 Kg)
- Rafael Silva (+90 Kg)

 

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO: CONFIRA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Horóscopo do dia (31/07): previsão do seu signo para hoje, sábado

Signos hoje
2021-07-31 02:00:00
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Confira a previsão do horóscopo para seu signo hoje, sábado, 31 de julho (31/07). Veja abaixo as dicas para cada posição do Zodíaco para o signo solar. O destaque astral é a tensão envolvendo Sol, Mercúrio e Saturno.

Horóscopo de hoje para Áries (21 de março a 20 de abril)

Procure exercitar a economia criativa agora. As finanças podem pedir senso crítico para evitar investimentos de risco e prejuízos por conta do uso indiscriminado de recursos, como aponta o encontro Lua-Urano e os aspectos tensos de ambos com Sol, Mercúrio e Saturno.

Horóscopo de hoje para Touro (21 de abril a 20 de maio)

É preciso ter calma, mas busque vivenciar situações novas, beneficiadas no trígono Lua-Vênus. Lua e Urano conjuntos podem destacar fase de mudanças que podem ser positivas se você souber neutralizar o medo de perder o controle da sua vida, como alerta a tensão da dupla com Sol, Mercúrio e Saturno.

Horóscopo de hoje para Gêmeos (21 de maio a 20 de junho)

O trígono Lua-Vênus pode pedir que você se cerque de conforto e apoio emocional para ter paz interior. A conjunção Lua-Urano no setor de crise e a tensão dessa dupla com Sol, Mercúrio e Saturno alertam sobre o lado prejudicial de especular sobre os problemas, sobretudo se não há soluções imediatas.

Horóscopo de hoje para Câncer (21 de junho a 22 de julho)

Procure não correr riscos, valorizando o meio virtual. O contato com as pessoas queridas pode lhe propiciar prazer, já que Lua e Urano conjuntos no setor de amizades se harmonizam a Vênus. Tente ter cuidado com a saúde e as finanças, devido à pandemia e à tensão envolvendo Sol, Mercúrio e Saturno.

Horóscopo de hoje para Leão (23 de julho a 22 de agosto)

Busque praticar sua capacidade de se adaptar, pois isso faz diferença frente às mudanças, como aponta o trígono Lua-Vênus. Transformações no âmbito profissional podem afetar suas ideias, considerando o encontro da Lua com Urano no setor do trabalho e os aspectos tensos com o Sol, Mercúrio e Saturno.

Horóscopo de hoje para Virgem (23 de agosto a 22 de setembro)

É preciso valorizar as conquistas, pois elas resgatam a autoconfiança, como indica o trígono Lua-Vênus. Com Lua e Urano conjuntos na área espiritual e tensionados a Sol, Mercúrio e Saturno, o inconsciente tende a aflorar e pode trazer à tona frustrações do passado, afetando a relação com o presente.

Horóscopo de hoje para Libra (23 de setembro a 22 de outubro)

Tente se cercar de situações aprazíveis, que elevem a autoestima, como aponta o trígono Lua-Vênus, a fim de resgatar o otimismo. É normal se sentir frágil diante dos obstáculos, mas busque não deixar que inseguranças ganhem espaço, como alerta a tensão de Lua e Urano com Sol, Mercúrio e Saturno.

Horóscopo de hoje para Escorpião (23 de outubro a 21 de novembro)

Procure flexibilizar a postura, exercitar a gentileza e demonstrar confiança nas pessoas, como sinaliza o trígono entre Lua e Vênus. Lua e Urano conjuntos no setor de relacionamentos formam ângulos tensos com Sol, Mercúrio e Saturno, destacando fase de potenciais desafios para o rumo das parcerias.

Horóscopo de hoje para Sagitário (22 de novembro a 21 de dezembro)

Busque conciliar responsabilidades e prazeres, devido ao trígono Lua-Vênus. A relação com o dia a dia tende a se mostrar instável, pois Lua e Urano se encontram no setor das rotinas e se aspectam de modo tenso com Sol, Mercúrio e Saturno, apontando situações que pedem demasiadamente do raciocínio.

Horóscopo de hoje para Capricórnio (22 de dezembro a 20 de janeiro)

Dada a harmonia Lua-Vênus, busque ser prudente, optando por prazeres em casa ou com nas redes sociais. Os trânsitos conjuntos de Lua e Urano no setor social encontram-se tensionados aos de Sol, Mercúrio e Saturno, não recomendando ações atividades que lhe afastem do cotidiano, sobretudo agora.

Horóscopo de hoje para Aquário (21 de janeiro a 18 de fevereiro)

Se os desafios estão prejudicando o convívio, tente resgatar as afinidades, como aponta o trígono Lua-Vênus. O sentimento de inadequação com o entorno pode lhe acompanhar ao longo do dia, já que Lua e Urano se encontram no setor familiar e formam aspectos tensos com Sol, Mercúrio e Saturno.

Horóscopo de hoje para Peixes (19 de fevereiro a 20 de março)

Estar com as pessoas certas tende a lhe ajudar a colocar a cabeça em ordem, por isso procure se cercar de seus afetos, como sugere o trígono Lua-Vênus. Dramas pessoais tendem a se fazer presentes, pois Lua e Urano se unem no setor das ideias e formam aspectos tensos com Sol, Mercúrio e Saturno.

Informações de horóscopo fornecidas por Personare

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags