PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Fabiano lamenta Furacão não ter matado jogo no primeiro tempo

O Atlético Paranaense se complicou em sua busca por um lugar no G6 do Campeonato Brasileiro ao ficar no empate em 2 a 2 com o Atlético Goianiense, em plena Arena da Baixada. Para o técnico Fabiano Soares, não ter conseguido marcar mais gols nos primeiros 45 minutos, quando esteve melhor na partida, custou caro [?]

22:30 | 11/10/2017

O Atlético Paranaense se complicou em sua busca por um lugar no G6 do Campeonato Brasileiro ao ficar no empate em 2 a 2 com o Atlético Goianiense, em plena Arena da Baixada. Para o técnico Fabiano Soares, não ter conseguido marcar mais gols nos primeiros 45 minutos, quando esteve melhor na partida, custou caro ao Furacão.

?Conseguimos fazer dois gols e acho que criamos várias ocasiões. Poderíamos ter matado o jogo logo no primeiro tempo. É o futebol?, afirmou o treinador, que acredita não ter conseguido o time adaptar seu futebol ao estilo do adversário. ?Faltou saber jogar nestes momentos. Era uma equipe que só jogava nas transições?, acrescentou.

O comandante rubro-negro falou sobre sua intenção ao colocar em campo Eduardo Henrique, Sidcley e Ederson, mudanças que não surtiram o efeito necessário na segunda etapa. ?As substituições, para quem estava no campo, foram bem claras. O Lucho teve cãibras, o Gedoz já não podia e o Ribamar estava exausto. Acho que todos viram o cansaço desses jogadores?, disse.

Agora o foco já é o jogo do final de semana, diante do São Paulo, no Pacaembu. Fabrício já sabe que na poderá contar com o lateral-esquerdo Fabrício e o meia Lucho González, que cumprirão suspensão automática, e precisará quebrar a cabeça para refazer sua estratégia de jogo. ?Agora pensarei no São Paulo, a partir desta noite?, disse Fabiano Soares. ?É uma estratégia diferente, não tem nada a ver com este jogo?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS