PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Segundo Wenger, mercado no meio da temporada deveria ser abolido

Arsène Wenger manifestou todo seu incômodo com a abertura da tradicional janela invernal de transferências, que ocorre na metade da temporada do futebol europeu. Em entrevista ao beIN, o técnico do Arsenal afirmou que o mercado pode mexer com a cabeça dos jogadores e acabar causando problemas ao ambiente interno dos times. ?Os jogadores que [?]

10:30 | 06/09/2017

Arsène Wenger manifestou todo seu incômodo com a abertura da tradicional janela invernal de transferências, que ocorre na metade da temporada do futebol europeu. Em entrevista ao beIN, o técnico do Arsenal afirmou que o mercado pode mexer com a cabeça dos jogadores e acabar causando problemas ao ambiente interno dos times.

?Os jogadores que não estão sendo aproveitados, que não jogam, ou os que deixaram de se transferir na janela de verão, em outubro começarão a pensar no que acontecerá em janeiro. Não é um bom jeito de se estar em um vestiário?, opinou.

Wenger não se absteve apenas a críticas. Ele aproveitou para sugerir um novo modelo de encaixe entre o mercado de transferências e a campanha dos times. ?O ideal seria um mercado que se encerrasse dois dias antes do início dos campeonatos e que não voltasse a abrir até a temporada seguinte?, propôs.

O técnico está sentindo na pele os prejuízos que o mercado pode proporcionar. Diante do interesse de seu principal jogador, Alexis Sánchez, em partir do Arsenal ao Manchester City, o francês se encontra em uma situação de impotência. Mesmo batendo o pé para não liberar o chileno, cujo contrato se encerra no fim da temporada, Wenger, deixou evidente o medo de perder o atacante, que já estaria com a cabeça na equipe de Pep Guardiola, já na janela invernal.

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS