PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Paysandu vence de virada e Guarani segue calvário na Série B

A má fase do Guarani parece não ter fim. Na noite dessa terça-feira, o Bugre até saiu na frente do Paysandu no estádio da Curuzu, em Belém, mas não resistiu depois de ficar com um homem a menos e acabou levando a virada. No fim, o revés por 2 a 1 acabou marcando a quinta [?]

23:45 | 26/09/2017

A má fase do Guarani parece não ter fim. Na noite dessa terça-feira, o Bugre até saiu na frente do Paysandu no estádio da Curuzu, em Belém, mas não resistiu depois de ficar com um homem a menos e acabou levando a virada. No fim, o revés por 2 a 1 acabou marcando a quinta partida seguida do time de Campinas sem vitória no Campeonato Brasileiro da Série B. Já o Papão respira na luta contra o rebaixamento.

Com 33 pontos, o Paysandu salta para a 12ª colocação na tabela de classificação e deixa o Guarani uma posição abaixo, com o mesmo número de pontos, mas com um saldo de gols inferior. O Figueirense é o primeiro time da zona da degola, com 29 pontos.

O confronto direto da 26ª rodada da competição começou elétrico e frustrante para a torcida local, que lotou o modesto estádio da Curuzu. Logo aos cinco minutos, Bruno Nazário abriu o placar ao completar cruzamento de Kevin. A reposta não demorou. Aos 28, o autor da assistência para o gol do Bugre acabou cometendo pênalti em Guilherme Santos. Bergson foi para a cobrança e deixou tudo igual.

Na segunda etapa, o técnico Marcelo Cabo viu toda sua estratégia ir por água abaixo aos quatro minutos. Salomão, que já tinha recebido um cartão amarelo, acabou acertando Ayrton em contra-ataque do Papão. O árbitro Junio Benevenuto não titubeou e expulsou o lateral campineiro.

Daí para frente, o jogo virou ataque contra defesa. O Guarani até foi valente e se segurou como pôde. Mas, aos 37 minutos, o zagueiro Diego Ivo subiu mais alto que todo mundo e mandou, de cabeça, a bola no canto de Vagner. Virada e desafogo para os donos da casa.

Com um jogador a mais, o Paysandu não teve muito trabalho para administrar a vitória nos minutos finais. Ao Guarani, o fim de jogo melancólico evidenciou a má fase que a equipe atravessa.

Na próxima rodada, os paulistas recebem o Criciúma no sábado, enquanto o Papão visita o Juventude na véspera.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU 2 X 1 GUARANI

Local: Estádio da Curuzu, em Belém (PA)

Data: 26 de setembro de 2017, terça-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)

Assistentes: Marcio Eustaquio Santiago e Celso Luiz da Silva (amos de MG)

Cartões amarelos: PAYSANDU: Rodrigo Andrade. GUARANI: Vagner, Salomão (2), Paulinho

Cartão vermelho: GUARANI: Salomão

GOLS:

PAYSANDU: Bergson, aos 29 minutos do 1T, e Diego Ivo, aos 37 minutos do 2T.

GUARANI: Bruno Nazário, aos 5 minutos do 1T

PAYSANDU: Emerson; Ayrton, Perema, Diego Ivo e Guilherme Santos; Augusto Recife, Rodrigo Andrade (Magno), Nando Carandina (Jhonnatan) e Diogo Oliveira (Juninho); Bergson e Marcão

Técnico: Marquinhos Santos

GUARANI: Vagner; Kevin, Ewerton Páscoa, Jussani e Salomão; Baraka, Evandro, Rafael Silva (Léo Rigo) e Bruno Nazário (Gabriel Leite); Paulinho (Caíque) e Eliandro

Técnico: Marcelo Cabo

Gazeta Esportiva

TAGS