PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Com Tavares fora, Edimar deve retornar em São Paulo mais ofensivo

Ainda com o gosto amargo do empate no Majestoso, o São Paulo se reapresentará nesta terça-feira, às 9h30 (de Brasília), no CCT da Barra Funda. O time começará a preparação para o duelo com o Sport, domingo, no Morumbi, com um desfalque certo: Júnior Tavares. Titular nos últimos dois jogos, o lateral esquerdo foi advertido [?]

07:15 | 26/09/2017

Ainda com o gosto amargo do empate no Majestoso, o São Paulo se reapresentará nesta terça-feira, às 9h30 (de Brasília), no CCT da Barra Funda. O time começará a preparação para o duelo com o Sport, domingo, no Morumbi, com um desfalque certo: Júnior Tavares.

Titular nos últimos dois jogos, o lateral esquerdo foi advertido com o terceiro cartão amarelo no clássico do último domingo e, por isso, está fora do embate válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Assim, a tendência é que Edimar recupere a posição diante dos pernambucanos.

Com 31 anos, Edimar havia realizado nove partidas consecutivas como titular. No entanto, em função de uma suspensão, abriu brecha para o retorno de Tavares, que foi bem no triunfo sobre o Vitória, em Salvador, há duas semanas, garantindo um lugar no time que enfrentou o Corinthians.

Do banco de reservas, Edimar viu o concorrente falhar no lance que culminou no gol do empate alvinegro. Na tentativa de proteger a bola na linha de fundo, Júnior Tavares acabou perdendo a disputa com Rodriguinho, que deu sequência à jogada que terminou com chute preciso de Clayson, sem chances para Sidão.

Dessa forma, Edimar deve atingir a décima partida com a camisa tricolor. Dez anos mais velho que Tavares, o experiente lateral está emprestado pelo Cruzeiro até dezembro. Ele provavelmente voltará a uma equipe mais ofensiva do que aquela em que atuou pela última vez ? no empate por 2 a 2 com a Ponte Preta, em 9 de setembro. Precisando de uma vitória para reagir no Brasileiro, o São Paulo de Dorival Júnior tende a seguir com um ataque mais veloz.

Em entrevista coletiva, Dorival disse que a atuação do São Paulo no Majestoso foi a melhor desde que assumiu o time. O treinador gostou da linha ofensiva com Marcos Guilherme, Cueva, Hernanes e Lucas Fernandes, responsável por municiar Lucas Pratto, e resguardada pelo primeiro volante Petros. Dessa formação, no entanto, Jucilei não faria parte.

Com 28 pontos ganhos, o São Paulo é o 17º colocado. Já são 13 rodadas dentro da zona de rebaixamento, três a mais em relação à campanha de 2013, quando o ex-técnico Muricy Ramalho livrou o clube do vexame.

Gazeta Esportiva

TAGS