PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Chegada de Diego Costa pode condicionar saída de Griezmann

A dupla de ataque tão esperada pelos torcedores do Atlético de Madrid e por Diego Simeone pode não se concretizar. Diego Costa e Griezmann tem cada vez mais chances de não jogarem junto, muito por conta da janela de transferências que abre novamente em janeiro. O atacante espanhol só pode estrear no início do ano [?]

10:15 | 22/09/2017

A dupla de ataque tão esperada pelos torcedores do Atlético de Madrid e por Diego Simeone pode não se concretizar. Diego Costa e Griezmann tem cada vez mais chances de não jogarem junto, muito por conta da janela de transferências que abre novamente em janeiro. O atacante espanhol só pode estrear no início do ano que vem por conta de uma punição da Fifa aos colchoneros e o francês é alvo de muitos clubes, podendo deixar o Atlético no meio da temporada.

Quem avança com o provável destino de Griezmann é o inglês The Independent. Segundo o meio, o Manchester United é o principal candidato a levar o atacante. José Mourinho já conta com Romelu Lukaku e aguarda o retorno e Ibrahimovic, que se recupera de lesão, mas a camisa sete está vaga e o jogador francês já foi muito elogiado pelo treinador português, que afirmou faltar duas ou três peças para poder fechar o elenco considerado ?ideal?.

O jornal ainda ressalta que a diretoria colchonera já conta com a venda do atacante francês e, por isso, considera paga a compra de Diego Costa junto ao Chelsea. Vale lembrar que a saída de Griezmann durante a última janela foi impedida por um acordo entre clube e jogador para que a multa rescisória do camisa sete recebesse um reajuste, justamente pela impossibilidade do Atlético de Madrid de contratar.

Os valores da compra de Costa ainda são desconhecidos. Não há nada oficial quanto as cifras, mas sabe-se que a negociação deve girar em torno dos 60 milhões de euros (cerca de R$ 224 milhões). O centroavante retorna ao clube que deixou em julho de 2014. A falta de oportunidades e algumas questões extra-campo envolvendo o treinador Antonio Conte e a diretoria do Chelsea foram determinantes para a sua saída dos Blues.

 

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS