PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Wendel comenta cobrança e afirma: ?Temos que pisar no acelerador?

A Ponte Preta sofreu uma dura derrota de virada para o Atlético-MG no final de semana e o resultado negativo ainda não foi bem assimilado pelo time de Campinas. A direção realizou uma reunião com a comissão técnica e os jogadores para falar do confronto contra o Galo. Depois do encontro, o meio-campista Wendel revelou [?]

15:30 | 30/08/2017

A Ponte Preta sofreu uma dura derrota de virada para o Atlético-MG no final de semana e o resultado negativo ainda não foi bem assimilado pelo time de Campinas. A direção realizou uma reunião com a comissão técnica e os jogadores para falar do confronto contra o Galo. Depois do encontro, o meio-campista Wendel revelou o que foi conversado e ainda ressaltou que a Macaca precisa voltar a vencer em casa.

?Depois de um ano de Ponte acho que foi a reunião mais pesada que eu participei. Tanto da parte do Gilson Kleina quanto do (coordenador técnico de futebol) Gustavo Bueno. Eles falaram do descontentamento da torcida, da diretoria, do presidente. Sabemos que vencendo em casa não podemos tomar uma virada, mesmo sendo o Atlético Mineiro. Isso chateou a todos nós. Agora é pensar no São Paulo para dar sequência no Campeonato. O sinal de alerta já foi ligado. Temos que ter atenção para não repetir os erros da última partida?, afirmou o jogador de 35 anos.

?O nosso forte nos últimos anos são as partidas no Majestoso. Quando a gente não vence, o torcedor fica chateado e os objetivos não são alcançados. Os empates e as derrotas no Majestoso estão nos custando muito caro. O torcedor tem razão e temos que pisar no acelerador novamente, pois o pessoal de trás está encostando?, completou.

Wendel, que chegou na Macaca em 2016, ainda ressaltou que o clube alvinegro precisa aproveitar a parada do Brasileirão por causa da data Fifa para consertar as falhas do time e recuperar os jogadores machucados.

?Temos que corrigir os erros nessas duas semanas para pegar pesado. A reunião foi proveitosa e muito firme. Temos que pontuar contra o São Paulo. São 14 dias de treinamento e o Gilson vai poder escolher a melhor formação. Vai dar tempo para recuperar alguns jogadores que estão saindo do DM, treinar e corrigir as coisas nas quais estamos pecando. Temos que voltar firme depois dessa parada, para que os torcedores e a diretoria voltem a ficar contentes com a gente?.

A próxima partida da Ponte Preta será contra o São Paulo apenas no dia 9 de setembro, às 19 horas (de Brasília), no Morumbi, em confronto válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva

TAGS