PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Sem mágoa, Bruno Bispo afirma: ?Graças a Deus, Pet seguiu o rumo dele?

O zagueiro Bruno Bispo teve a oportunidade de estrear pelo time profissional do Vitória no último sábado, contudo a situação jovem da base no clube baiano era totalmente diferente quando Dejan Petkovic estava na equipe. O então diretor de futebol chegou a afastar o jogador de 21, mas precisou reintegrá-lo ao elenco por causa da [?]

18:25 | 14/08/2017

O zagueiro Bruno Bispo teve a oportunidade de estrear pelo time profissional do Vitória no último sábado, contudo a situação jovem da base no clube baiano era totalmente diferente quando Dejan Petkovic estava na equipe.

O então diretor de futebol chegou a afastar o jogador de 21, mas precisou reintegrá-lo ao elenco por causa da falta de zagueiros no Leão da Barra ? que teve problemas com o número de atletas suspensos e lesionados na posição. Apesar de ter voltado a fazer parte da equipe principal, Bruno Bispo só teve a oportunidade de jogar com Vagner Mancini.

?É até complicado falar sobre isso. Eu mesmo não entendi quando Pet me chamou na sala para dizer que estava afastado e que eu tinha que procurar outro clube. Não tinha tido oportunidade. Foi o Mancini quem me subiu para o profissional. Depois dele, ainda veio Argel e Gallo, e eu não tive oportunidade de jogar. Fiquei feliz quando Mancini voltou, já tinha sido reintegrado, porque outros jogadores tinham machucado. Ele me chamou para conversar e disse que eu ia jogar. Fiz uma boa partida, não foi o resultado que eu esperava, mas agora e trabalhar firme para fazer bom jogo contra o Corinthians?, declarou.

Além disso, Bruno Bispo contou como foi o processo que ele viveu nesta temporada, já que, apesar de fazer parte do elenco, só conseguiu estrear no segundo turno do Campeonato Brasileiro.

?Foi complicado. No Baiano e Copa do Nordeste, eu estava sendo relacionado. Pensei que faria estreia no Baiano por ser da base. Argel falou comigo e disse que não tinha intenção de me emprestar. Com chegada de Pet, as coisas mudaram. Outros atletas também foram afastados. Foi do nada. Ele chamou a gente na sala e disse que estávamos afastados. Eu sabia do meu potencial, sabia que, se tivesse uma chance, ia mostrar?, afirmou.

?Não tenho (mágoa com Petkovic). Sou tranquilo quanto a isso, cada um tem sua opinião. Graças a Deus, ele seguiu o rumo dele?, completou o jogador natural de Aracajú, que chegou ao Vitória em 2014 após se destacar no Campeonato Baiano.

Gazeta Esportiva

TAGS