PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Presidente do Bayern chama Douglas Costa de ?mercenário?

A saída de Douglas Costa do Bayern de Munique pode não ter sido nada pacífica. Em entrevista concedida ao jornal alemão Frankenpost, o presidente dos bávaros, Uli Hoeness, fez duras críticas à postura do meia-atacante antes de sua transferência aos italianos da Juventus. Hoeness não deixou claro, mas deu a entender que o brasileiro tentou [?]

18:30 | 24/08/2017

A saída de Douglas Costa do Bayern de Munique pode não ter sido nada pacífica. Em entrevista concedida ao jornal alemão Frankenpost, o presidente dos bávaros, Uli Hoeness, fez duras críticas à postura do meia-atacante antes de sua transferência aos italianos da Juventus.

Hoeness não deixou claro, mas deu a entender que o brasileiro tentou pressionar os dirigentes do Bayern buscando um salário maior, o que impulsionou sua ida à Velha Senhora. Na visão do mandatário, Douglas Costa não teve consideração pelo clube alemão e colocou a questão financeira antes de qualquer coisa.

Leia mais: Sorteio da Champions coloca Bayern contra PSG; veja os grupos

?Não fomos bem com o Costa porque ele é um mercenário. Nós realmente não gostamos disso?, revelou o presidente, explicando a situação.

?Se alguém pensa que o Bayern pode ser pressionado a destruir contratos altos talvez ele não nos conheça. É uma tentativa desesperada de nos dizer que quer mais dinheiro. Pode tentar mais 10 vezes, mas não mudará nada?, completou.

Douglas Costa deixou o time da Baviera depois de duas temporadas completas. Contratado em 2015 vindo do Shakhtar Donetsk, o jogador de 26 anos disputou 77 partidas e anotou 14 gols desde que chegou à Alemanha.

Gazeta Esportiva

TAGS