PUBLICIDADE
Futebol

Para ajudar o Santa Cruz, Grafite aceita salário modesto e contrato curto

O atacante Grafite está prestes a voltar ao Santa Cruz para sua quarta passagem pelo clube. Jogador e diretoria já acertaram bases salariais, tempo de contrato e a assinatura deve ocorrer ainda nesta semana para que o atacante possa ser apresentado o mais rápido possível. Com vínculo até o final deste ano, Grafite é a [?]

17:10 | 10/08/2017

O atacante Grafite está prestes a voltar ao Santa Cruz para sua quarta passagem pelo clube. Jogador e diretoria já acertaram bases salariais, tempo de contrato e a assinatura deve ocorrer ainda nesta semana para que o atacante possa ser apresentado o mais rápido possível. Com vínculo até o final deste ano, Grafite é a esperança de gols para mudar a realidade do clube do Recife. Atualmente o Santa Cruz luta para se manter na Série B.

Peça fundamental no elenco do acesso para a elite do futebol brasileiro em 2015, Grafite chega com um salário modesto. Sabendo da crise financeira que o clube do Arruda está passando, o atacante não terá o maior ordenado do elenco. Segundo o presidente do clube, Alírio Moraes, a contratação não terá grande efeito nas contas. ?Ele está vindo com o intuito de verdadeiramente ajudar o clube. O valor que o Santa Cruz vai tirar do bolso e pagar é muito baixo. Não tem peso nas nossas finanças. Não vai ser o maior salário do elenco?, afirmou o presidente.

Por conta do salário considerado baixo, Grafite terá alguns bônus vinculados a patrocínios. O presidente do clube confirmou a informação e disse que se trata de um benefício extra para o jogador. ?Estamos arrumando um patrocinador que vai oportunamente ligar a sua imagem à de Grafite. Ele (patrocínio) vai pagar essa diferença salarial?, completou Alírio.

Depois de sair do Arruda para reforçar o Atlético Paranaense, Grafite marcou apenas um gol com a camisa do furacão e optou por rescindir o contrato. Sem clube, o Santa Cruz apareceu como o principal destino do atacante. Sem atuar desde julho, a preparação física é um caso a ser analisado e, assim que assinar, o atleta de 38 anos precisará de um tempo considerável para voltar aos gramados.

Gazeta Esportiva

TAGS