PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Henry revela mal-estar por goleada sofrida pelo Arsenal

Goleado pelo Liverpool pelo placar de 4 a 0, o Arsenal sentiu mais um ?baque? nesta segunda-feira. Thierry Henry, um dos maiores ídolos da história do clube, admitiu que se sentiu péssimo enquanto assistia seu ex-time ser dominado pelo rival no último domingo, pela Premier League. O craque, que atualmente é comentarista do canal inglês [?]

17:45 | 28/08/2017

Goleado pelo Liverpool pelo placar de 4 a 0, o Arsenal sentiu mais um ?baque? nesta segunda-feira. Thierry Henry, um dos maiores ídolos da história do clube, admitiu que se sentiu péssimo enquanto assistia seu ex-time ser dominado pelo rival no último domingo, pela Premier League. O craque, que atualmente é comentarista do canal inglês Sky Sports, não está nem um pouco satisfeito com o rendimento da equipe e não escondeu seu descontentamento com alguns jogadores do atual elenco.

Para o francês, desde o começo o clube londrino parecia estar fora do jogo, sem qualquer chance de reagir ao forte ataque do Liverpool. ?Não dava para assistir. De vez em quando eu virava minha cadeira. Eu queria ir embora e sei que muitos torcedores, assim como eu, não nos relacionamos com esse time. Algo de cima a baixo está errado com o Arsenal e tem sido assim por muito tempo. É muito ?conforto??, lamentou Henry.

?Simplesmente não parece correto que eles continuam no clube. Eles (Chamberlain e Sánchez) não querem fazer parte deste time. É por isso que jogadores não querem renovar seus contratos com o Arsenal, porque eles podem ver que algo está errado. Por que continuar num clube assim, que apresenta esse tipo de atuação? Eles não querem jogar assim?, afirmou o ex-atacante, que não acredita que o Arsenal conseguirá melhorar seu desempenho se continuar com jogadores que não queiram atuar pelo clube.

Revelado pelo Monaco, Henry se tornou uma estrela não apenas do Arsenal mas também do futebol mundial. O atacante teve passagens por Juventus, Barcelona e New York Red Bull, mas os números no clube inglês são, de fato, impressionante. Foram 369 jogos e 226 gols marcados, além de sete títulos, os principais deles as Premier League de 2001/2002 e 2003/2004. Já pela seleção francesa, foram 123 jogos e 51 tentos, e o título de campeão do mundo em 1998 e vice em 2006, marcando inclusive o gol que eliminou a Seleção Brasileira nas quartas de final.

 

Gazeta Esportiva

TAGS