Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Pia garante Marta no ataque e quer seleção feminina mais imprevisível

18:29 | Set. 16, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A partida desta sexta-feira (17), às 16h (horário de Brasília), contra a Argentina, no estádio Amigão, em Campina Grande (PB), será o primeiro desafio da seleção feminina de futebol após a Olimpíada de Tóquio (Japão). Doze das 23 jogadoras que Pia Sundhage tem à disposição não estiveram na capital japonesa e cinco podem estrear pelo escrete canarinho. A técnica espera que as novas caras auxiliem nas mudanças que deseja implantar na forma do time jogar.

“É normal cometer erros no começo [de um ciclo], mas é preciso tentar. Primeiro e principalmente, encontrar um jeito diferente de atacarmos, sermos mais imprevisíveis. Para fazer isso, temos de mexer na velocidade. Falo muito sobre velocidade do jogo, mas isso também significa que aquela que não estiver com a bola, precisa correr um pouco mais e fazer isso de uma forma que seja imprevisível. Espero que consigamos ver um pouco disso neste novo passo”, afirmou Pia em entrevista coletiva nesta quinta-feira (16).

“Quando falo sobre o ataque [em Tóquio], acho que ele foi muito bem contra a Holanda [empate por 3 a 3, na primeira fase]. Quando digo que podemos fazer melhor, foi especificamente sobre o jogo contra o Canadá [0 a 0, nas quartas de final, com derrota brasileira nos pênaltis]. Temos trabalhado em jogadas de infiltração e balancear paciência e desafiar as linhas. Os treinos foram muito bons”, completou a técnica.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar